Search
Close this search box.

Idosa tem braços dilacerados após ataque de pitt bulls em cidade de RO

Bisneta da mulher estava com ela, mas escapou dos cães pulando muro
Publicidade

Por telefone, o jornal entrevistou um açougueiro de 40 anos, morador da cidade de Primavera de Rondônia, a cerca de 30 km de Pimenta Bueno, cuja avó teve os dois braços dilacerados após o ataque de um casal de cães da raça pit bull.

Segundo o entrevistado, a avó, Iolanda Elias da Silva, que tem quase 80 anos, mora com o filho numa casa ao lado da residência da neta, cujo marido é dono dos animais.

Publicidade

O açougueiro explicou que ainda não está claro se ontem, quando foi alvo dos animais, a idosa abriu o portão que dá acesso ao local onde ficam os cachorros ou se eles é que conseguiram escapar para fazer o violento ataque.

No momento em que foi mordida, Iolanda estava em companhia da bisneta, uma menina de 9 para 10 anos, que pulou o muro para não ser atacada também. A garotinha, cujo pai é outro filho da anciã, estava na casa cuidando dela enquanto a filha de idosa, dona dos cães, havia saído para ir a uma farmácia.

Segundo o entrevistado, a neta de Iolanda chegou a tempo de dar comando de voz aos cães e fazê-los largar a avó. Alguns vizinhos chegaram a ver o ataque, mas não tiveram coragem de encarar os cachorros para libertar a idosa.

Levada no mesmo dia para Cacoal, onde passou por cirurgias, Iolanda sofreu fraturas e teve veias dos braços rompidas. Embora esteja consciente, ela poderá ficar com sequelas, principalmente no braço direito, o mais atingido, e que quase foi amputado.

O neto diz que vai conversar com a irmã, dona dos cães, para que os animais não permaneçam mais no local onde vive a idosa. “Eles experimentaram sangue e podem se tornar ainda mais violentos”.

Anúncie no JH Notícias