Search
Close this search box.
Publicidade

Ipem fiscaliza gás de cozinha para segurança do consumidor em Porto Velho

As equipes do Ipem realizaram os devidos procedimentos para assegurar os padrões de qualidade e quantidade
Publicidade

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Rondônia (Ipem), em colaboração com uma operação nacional, conduziu uma série de inspeções em Porto Velho para avaliar a quantidade de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). O objetivo principal dessa ação era garantir que os consumidores recebessem o produto correto e seguro em suas residências.

A operação teve início em 4 de setembro e continuará até 28 de setembro, abrangendo também outras cidades do interior de Rondônia. Durante as fiscalizações, as equipes do Ipem seguiram os procedimentos necessários para assegurar que os padrões de qualidade e quantidade estivessem em conformidade com as regulamentações vigentes.

Publicidade

Carlos Albuquerque, presidente do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Rondônia, enfatizou o compromisso do órgão com a segurança dos consumidores. Ele destacou que a fiscalização do GLP é uma prática regular do Ipem, dado que se trata de um produto essencial na cesta básica e com alta demanda.

Apesar de algumas suspeitas surgirem durante a fiscalização, alguns lotes não foram reprovados, pois a Portaria INMETRO 405/2021 estabelece tolerâncias dentro dos padrões aceitáveis. No entanto, duas unidades foram reprovadas devido à ilegibilidade da marcação da tara da botija, o que impossibilitou a determinação de seu peso real. Essas unidades serão submetidas a um processo de fiscalização adicional e requalificação antes de retornarem aos postos de revenda, garantindo a segurança do produto em Porto Velho.

É fundamental que os consumidores adotem precauções ao adquirir gás de cozinha, como não aceitar botijas com lacres rompidos, pois isso pode indicar vazamentos ou adulterações. Caso percebam qualquer odor de gás durante o manuseio, é crucial entrar em contato imediatamente com a empresa fornecedora.

Além disso, ao receber o produto em casa, os consumidores devem verificar se ele está devidamente lacrado e se não apresenta danos visíveis na embalagem. Durante a instalação, é importante certificar-se de que não há vazamentos. A segurança é de extrema importância quando se lida com gás de cozinha, uma vez que existem riscos potenciais de explosão e intoxicação.

A Metrologista Elli Maus destacou que a operação do Ipem e a vigilância constante sobre a qualidade do GLP visam garantir a segurança e a tranquilidade dos consumidores, assegurando que possam utilizar esse produto essencial de forma adequada e confiável em seus lares.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias