Search
Close this search box.
Publicidade

Museu da Estrada de Ferro recebe visitas de pessoas com deficiência visual

Meta da Prefeitura é contar a história da cidade para todos os públicos
Publicidade

Com o compromisso de incluir todas as pessoas nas políticas públicas do município, a Prefeitura de Porto Velho, responsável pela gestão do Museu da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, através da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho (Semdestur), recebeu na manhã de quinta-feira (6), a visita de pessoas com deficiências visuais (PcD), para acompanhar de perto toda a experiência de conhecer a história de Porto Velho.

As visitas fazem parte do Projeto Turismo Pedagógico, desenvolvido pela Semdestur, que nestes primeiros três meses pós-abertura do Complexo da EFMM está gerindo o museu. O projeto foi implantado em 2023, por meio do Departamento de Fomento ao Turismo (Defotur). O museu também recebe visitas de escolas, instituições, universidades, associações, entre outras.

Publicidade

A secretária Glayce Bezerra, titular da Semdestur, explica que o museu faz parte da Rota Ferroviária de Porto Velho, e na quinta-feira (6), o museu recebeu o grupo de pessoas com deficiência visual. Ela ainda destacou que o museu está preparado para receber todos os públicos.

Dentro das instalações, são apresentadas peças interativasDentro das instalações, são apresentadas peças interativas

“Ficamos muito contentes em proporcionar essa experiência de pertencimento ao município. O museu proporciona essa experiência, inclusive hoje recebemos uma pessoa que nunca saiu de casa, e ficamos gratos de promover essa experiência completa, afinal de contas, nós temos os quadros, as fotos, os vídeos para contar a nossa história para todos com guias”, ressaltou a secretária.

ADAPTAÇÕES PARA PCD

O museu da EFMM, conforme explica o diretor Felipe Dionízio, é totalmente adaptado para a linguagem em braile. Fora isso, dentro das instalações, são apresentadas peças interativas, onde as pessoas podem tocar nas peças e ter todas as informações disponíveis.

 O museu conta com pisos táteis que percorrem todo o museuO museu conta com pisos táteis que percorrem todo o museu

Para facilitar a mobilidade durante as visitações, o museu conta com pisos táteis que percorrem todo o museu, além de rampas e escadas. “Todos os painéis do museu tem uma representação em braile, ou numa peça interativa, onde a pessoa com deficiência visual vai ter a experiência de estar ouvindo o guia, ouvindo a história, sobre aquela imagem ou artefato que está exposto e vai poder sentir ele de forma tátil”, explicou Dionízio.

A visitante e incentivadora da causa, portadora de deficiência visual, Samara Lima, disse que é muito importante a inclusão de pessoas com deficiências visuais para que eles também possam ter acesso à história do museu.

AGENDAMENTO DE VISITAS

O museu está aberto às visitações das 10h às 18h, das quartas-feiras aos domingos. Já para as visitas guiadas, o museu abre suas portas das 10h às 16h. Os agendamentos das visitas são feitos pelo https://www.sympla.com.br/eventos?s=EFMM.

Anúncie no JH Notícias