Search
Close this search box.

Parte da estrutura metálica do novo terminal começa a ser instalada

O projeto da nova rodoviária de Porto Velho tem um investimento total de aproximadamente R$ 44 milhões
Publicidade

Um passo significativo foi dado na concretização da nova rodoviária de Porto Velho, com o início da colocação das colunas metálicas, que constituem o “esqueleto” da obra. Essa etapa é fundamental, pois fornecerá a sustentação necessária para a construção dos ambientes internos da estrutura. No total, serão instaladas quase 130 colunas, fabricadas em Pimenta Bueno e trazidas gradualmente para o local da construção. Mais de 40 funcionários do consórcio responsável estão trabalhando de segunda a sábado para a execução desse projeto, que é um dos mais aguardados pela população da capital rondoniense.

De acordo com Diego Lage, secretário titular da Secretaria Municipal de Obras (Semob), responsável pela fiscalização do projeto, as etapas atuais da construção, que incluem a fundação para a colocação das colunas metálicas, constituem o “esqueleto” da obra, proporcionando a base sólida para a próxima fase, que será a construção dos espaços internos. As colunas, fabricadas no interior do estado, são montadas previamente e trazidas prontas para o local, o que agiliza o processo de instalação.

Publicidade

Nesta semana, engenheiros da Secretaria de Obras e representantes da Calha Norte realizaram uma visita técnica de rotina à construção da nova rodoviária, acompanhando também o progresso das obras no Campo do 13.

O projeto da nova rodoviária de Porto Velho tem um investimento total de aproximadamente R$ 44 milhões, sendo R$ 22 milhões provenientes de emenda parlamentar da ex-deputada federal Mariana Carvalho, e o restante vindo dos recursos da Prefeitura. As instalações contarão com 13 plataformas de embarque e desembarque, 26 boxes e agências para empresas, saguão de espera, sala VIP, praça de alimentação com oito lanchonetes e um restaurante, 11 lojas, banheiros, fraldário e áreas administrativas.

A expectativa é que a obra seja concluída em 18 meses, resultando em uma estrutura com mais de 8 mil metros quadrados de construção. O projeto arquitetônico foi elaborado pela Secretaria Municipal de Resolução Estratégica de Convênios e Contratos (Semesc) e foi projetado para garantir um desempenho térmico adequado, com a fachada voltada para a avenida Carlos Gomes, evitando a exposição direta aos fortes raios solares da tarde, como ocorria na estrutura anterior. A nova rodoviária promete trazer modernidade e conforto para os usuários, além de contribuir para o desenvolvimento da região.

Construção da base, com a fundação para colocação das colunas metálicas, fazem parte do esqueleto da obra
Construção da base, com a fundação para colocação das colunas metálicas, fazem parte do esqueleto da obra
Anúncie no JH Notícias