Search
Close this search box.
Publicidade

PF descobre cobrança ilegal de pedágio para madeireiros entrarem na Floresta Nacional do Jamari, em RO

Associação criminosa cobrava de R$ 400 a R$ 800 de pedágio, a depender do tipo de caminhão. Por g1 RO 30/08/2022 11h20 Atualizado há 4 horas
Publicidade

Uma associação criminosa que cobrava pedágio de madeireiros, na Floresta Nacional (Flona) do Jamari, foi alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) nesta terça-feira (30).

A Flona do Jamari foi criada em 1984 e foi a primeira do país a ter área de concessão florestal. Ela abrange os municípios de Itapuã do Oeste (RO) e Cujubim (RO). São cerca de 220 mil hectares, sendo que 96 mil deles estavam destinados à concessão florestal.

Publicidade

Na operação Pedágio do Jamari, nesta terça-feira, os agentes da PF cumprem quatro mandados de busca e apreensão nas cidades de Monte Negro (RO), Cujubim (RO) e Nova União (RO). Além das buscas, 7ª Vara Federal Criminal autorizou o bloqueio de R$ 8 milhões dos investigados.

Segundo a PF, a investigação contra a associação criminosa começou em setembro do ano passado, após ser constatado uma grande área de desmatamento dentro da reserva ambiental.

Os desmatamentos estavam acontecendo próximo dos locais onde seriam cobrados pedágios para madeireiros entrarem na área de reserva ambiental.

A PF descobriu que a associação criminosa cobrava de R$ 400 a R$ 800 de pedágio, a depender do tipo de caminhão.

Após o madeireiro fazer o pagamento clandestino do pedágio, o mesmo adentrava na área de proteção ambiental para extrair madeira de forma ilegal na Flona.

Segundo a polícia, os quatro investigados vão responder por crimes de associação criminosa, dano à Unidade de Conservação e também, lavagem de dinheiro.

Um dos integrantes da quadrilha vai precisar usar tornozeleira, e conforme decisão judicial, também ficará proibido de entrar em unidades de conservação do estado, principalmente na Floresta Nacional Jamari.

Ao todo, a 7ª Vara determinou o bloqueio de R$ 8,4 milhões das contas dos investigados. Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão na casa de um homem, a PF apreendeu uma espingarda.

 

Combate Clean Anúncie no JH Notícias