Search
Close this search box.
Publicidade

VENCEU A GUERRA – Justiça determina reintegração de Jesuíno Boabaid ao quadro ativo da PM/RO

Sob pena de multa, a Justiça informou ao Governo do Estado que ele deve ser reintegrado o mais breve possível
Publicidade

Com uma trajetória que se funde ao histórico das garantias conquistada ao longo dos últimos anos pela Polícia Militar do Estado de Rondônia – PM/RO, o soldado Jesuíno Boabaid, retornará às fileiras militares do Estado, após 11 anos afastado por arengas judiciais em decorrência das suas ações na defesa irrestrita da melhoria salarial e de trabalho dos militares rondonienses.

A espera de Jesuíno por mais de uma década para retornar ao quadro ativo da PM/RO teve seu ponto final com a determinação expedida pela Vara da Auditória Militar e Precatória do Poder Judiciário de Rondônia, informado ao Governo do Estado que ele deve ser reintegrado à Polícia Militar.

Publicidade

“… intime-se via sistema o executado Estado de Rondônia, para conhecimento acerca do cumprimento de sentença, bem como para as providências cabíveis quanto à reintegração do exequente Jesuíno Silva Boabaid às fileiras da Polícia Militar…”, despachou o Juiz de Direito José Augusto Teles de Negreiros, nesta quinta-feira (31).

Jesuíno Boabaid foi o primeiro soldado da PM/RO a liderar uma greve

Essa determinação da Justiça garante à Jesuíno Boabaid o direito de reintegra-se de maneira efetiva como Soldado da PM/RO, podendo ser destacado em missões no combate à criminalidade em todo o Estado.

Eleito deputado estadual em 2014, Jesuíno Boabaid foi o primeiro soldado da história de Rondônia que decidiu encabeçar um movimento grevista na PM/RO que exigiu melhorias para os policiais militares, que até então não possuam sequer o direito ao auxilio fardamento.

As manifestações encabeçadas por Jesuíno mobilizaram a maioria dos policiais militares de Rondônia e levou à um acordo inédito com o Governo de Estado dando início à série de conquistas para categoria no decorrer dos anos.

Porém, o preço pago por Jesuíno pela mobilização histórica dos policiais militares no Estado foi alto. Considerado um “perigo” pelo Comando Militar, ele foi preso. Após noventa dias na prisão, Jesuíno foi expulso da PM/RO e desde então começou a batalha judicial entre ele e o Estado na busca de sua reintegração efetiva.

Atualmente Jesuíno representa a maior associação de praças militares de Rondônia

“Quem me conhece sabe do amor que eu tenho pela minha profissão, sou um policial militar do estado de Rondônia, por isso me dediquei sem medo para que hoje a gente possa afirma que temos uma Polícia Militar equipada, valorizada e que me orgulha muito de fazer parte”, falou Jesuíno Boabaid.

Com a determinação da Justiça nesta quinta-feira (31), o retorno de Jesuíno Boabaid, deve ser homologado pelo Governo do Estado nos próximos dias.

 

Combate Clean Anúncie no JH Notícias