Search
Close this search box.

Criança que se engasgou com bexiga está em estado grave de saúde

Garoto de apenas 9 anos teve duas paradas cardíacas e está internado no Hospital de Emergência e Trauma
Publicidade

É grave o estado de saúde da criança que foi socorrida após se engasgar com uma bexiga, de acordo com a assessoria de comunicação do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. A informação foi confirmada nesta terça-feira (8). O caso aconteceu em um centro de reabilitação para autismo.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas e conseguiram reanimá-la após três paradas cardíacas. A criança deu entrada no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa na tarde desta segunda-feira (7).

Publicidade

A assessoria de imprensa da unidade de saúde informou que, neste ano, mais de mil casos em decorrência de corpo estranho foram registradas na unidade. Em 25% dessas ocorrências os pacientes são crianças.

Como agir em casos de engasgos:

Em bebês:

– Coloque o bebê de bruços em cima do seu braço e faça cinco compressões entre as escápulas (no meio das costas);

– Vire o bebê de barriga para cima em seu braço e efetue mais cinco compressões sobre o esterno (osso que divide o peito ao meio), na altura dos mamilos;

– Tente visualizar o corpo estranho e retirá-lo da boca delicadamente;

– Se não conseguir, repita as compressões até a chegada a um serviço de emergência (pronto socorro ou hospital).

Crianças maiores de 1 ano e adultos:

– Posicione-se por trás e enlace a vítima com os braços ao redor do abdômen (se for uma criança, ajoelhe-se primeiro), caso ela esteja consciente;

– Uma das mãos permanece fechada sobre a chamada “boca do estômago” (região epigástrica). A outra mão comprime a primeira, ao mesmo tempo em que empurra a “boca do estômago” para dentro e para cima, como se quisesse levantar a vítima do chão;

– Faça movimentos de compressão para dentro e para cima (como uma letra “J”), até que a vítima elimine o corpo estranho;

“É importante reforçar que esses procedimentos são válidos somente se a criança ou o adulto engasgado estiverem conscientes. Vítimas inconscientes precisam de atendimento hospitalar rapidamente, mas os primeiros socorros para asfixia ou engasgo devem ser tomados até que seja possível o atendimento especializado”, disse a médica do Samu, Clarissa Rios.

Se preciso, busque assistência em serviços de emergência, como ligar para o Samu – 192 ou Corpo de Bombeiros – 193.

Anúncie no JH Notícias