Search
Close this search box.

Guerra na Ucrânia: entenda como conflito afeta mercado brasileiro

Brasil depende de fertilizante e adubo russos. Acirramento da guerra na Ucrânia preocupa agronegócio do país
Publicidade

A guerra entre Ucrânia e Rússia deixou o agronegócio brasileiro em alerta devido ao impacto que o conflito pode causar no mercado internacional. Isso porque a Rússia é o 6° país que mais exporta para o Brasil.

A Rússia é considerada peça-chave para a agricultura brasileira, já que é uma das maiores vendedoras de fertilizantes do mundo. Cerca de 20% do insumo utilizado no país por ano é importado dos russos.

Publicidade

Além disso, 65% do adubo usado por aqui vem da Rússia. Em seguida, está o carvão (21%). Os números são da Comex Stat, plataforma do Ministério da Economia que contém informações sobre o comércio exterior de bens do Brasil.

Segundo o presidente-executivo da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, o item que mais pode afetar a economia brasileira é o adubo.

Para Castro, a falta do produto afetaria diretamente a linha de produção agrícola. “[O adubo] é uma moeda de troca importante. É impossível para o Brasil ficar sem”, diz o especialista. Ele explica que, com a queda de oferta do produto, os alimentos poderão ficar ainda mais caros.

Uma recomendação feita pelo Ministério do Comércio e da Indústria da Rússia pode piorar ainda mais este cenário. Na última sexta-feira (4/3), o órgão sugeriu aos seus produtores de fertilizantes que suspendam temporariamente as exportações do produto, como forma de reagir às sanções impostas pelos Estados Unidos e por países da Europa devido à invasão da Ucrânia.

A falta de adubo e fertilizante pode afetar drasticamente a produção de outro produto que é considerado carro-chefe do agronegócio brasileiro: a soja. O insumo abastece o mercado interno com óleo comestível e óleo para produção de biodiesel, além de ser utilizado na alimentação de suínos e aves. A exportação de soja brasileira totalizou US$ 38.638,73 bilhões no ano passado.

As sanções econômicas sofridas pelos russos também devem impactar o mercado brasileiro, principalmente a exclusão do país do maior sistema bancário mundial, o Swift. Os exportadores brasileiros podem enfrentar problemas para receber os produtos vendidos ao exterior.

“Eles [Rússia] não vão conseguir vender nada. Não conseguem com estas sanções”, diz Castro.

Estoque de fertilizantes
Na última quinta-feira (3/3), a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, afirmou que os preços dos alimentos no Brasil deverão ter alta devido ao conflito entre Rússia e Ucrânia. “Tudo vai depender do tempo [de duração da guerra]. A gente tem que diminuir esses impactos, achar alternativas para ter o fornecimento. O preço [quem faz] é o mercado”, explicou.

Sobre o adubo, a titular da pasta afirmou que o país tem “estoque de passagem de fertilizante num volume suficiente para chegar a outubro”. A Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), entretanto, afirmou no mesmo dia que o setor de fertilizantes nacional possui estoques do insumo para apenas mais três meses.

Para piorar, o agronegócio brasileiro não vive um bom momento. Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apesar de o PIB ter crescido 4,6% em 2021, o agro apresentou recuo de 0,2% no período. Os principais motivos para a queda do setor foram a estiagem prolongada e as geadas. A cana-de-açúcar recuou 10,1%; milho, 15%; e café 21,1%.

Entenda o que é a Otan e o papel dela no cenário político-militar:

Sede da Otan em Bruxelas-Metrópoles

Imagem em preto e branco. O presidente dos EUA, Harry Truman (sentado), na cerimônia de assinatura da criação da Otan em 1949-Metrópoles

Ilustração colorida da bandeira da Otan representada nas cores azul e branco-Metrópoles

Presidente Reagan e Gorbachev se encontram na Suiça em 1989. Eles se cumprimentam-Metrópoles

Imagem em preto e branco. Tanques americanos na Alemanha, em 1962-Metrópoles

Imagem em preto e branco. Primeira reunião de inauguração da Otan, em 1949-Metrópoles

Mísseis em avenida de Gorki celebram os 50 anos da Revolução Russa-Metrópoles

Fotografia em preto e branco. Tanques da Otan atravessam região da Alemanha-Metrópoles

Tanques da Otan atravessam região da ex-Iugoslávia. -Metrópoles

Soldados da Otan aparecem em registro no Afeganistão-Metrópoles

Militares da Otan fortemente armados ao lado de pai e filho afegãos em frente a parede de barro, na guerra do Afeganistão - Metrópoles

Sede da Otan em Bruxelas-Metrópoles

Soldados da Otan caminham juntos em meio à zona de conflito-Metrópoles

Ilustração colorida da bandeira da Otan e países membros ao fundo-Metrópoles

Cidadãos aparecem protestando contra a invasão Russa na Ucrânia-Merópoles

Anúncie no JH Notícias