Search
Close this search box.
Publicidade

Mulheres são atacadas em tentativa de homicídio no bairro Primavera

Ao chegar ao local, os policiais se depararam com uma cena de caos e violência
📷: JH Notícias
Publicidade

Um violento incidente abalou o Bairro Primavera em Ji-Paraná na noite de sábado (08), quando duas mulheres sofreram uma tentativa de homicídio. A Polícia Militar foi acionada por volta das 22 horas e rapidamente deslocou-se para a Avenida Amazonas após receber um chamado de emergência. A solicitante informou que sua mãe estava sendo atacada por quatro mulheres armadas com facas.

Ao chegar ao local, os policiais se depararam com uma cena de caos e violência. Duas mulheres estavam gravemente feridas por facadas, enquanto uma terceira apresentava várias lesões resultantes de socos e pontapés. A guarnição agiu prontamente, detendo as agressoras e prestando os primeiros socorros às vítimas. O Corpo de Bombeiros Militar foi chamado para transportar as mulheres feridas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Após receberem atendimento médico, todas foram conduzidas à Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP) para os procedimentos legais.

Publicidade

Relatos obtidos no local indicam que o incidente teve início após a separação de um casal na manhã de sábado. As vítimas estavam em casa quando quatro mulheres chegaram de Uber e invadiram a residência, iniciando a agressão. Um homem, esposo de uma das agressoras, tentou intervir e conseguiu separar as envolvidas momentaneamente. Contudo, a situação voltou a se agravar quando uma das agressoras tentou atacar a senhora com uma faca, forçando-a a correr para a rua à espera da polícia.

Testemunhas afirmaram que as agressoras estavam visivelmente embriagadas e extremamente alteradas, dificultando a intervenção policial. A rápida resposta da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros foi crucial para evitar um desfecho ainda mais trágico.

A ocorrência foi registrada e as autoridades competentes estão tomando as medidas cabíveis para investigar o caso e responsabilizar as envolvidas pelo ato de violência.

Anúncie no JH Notícias