Search
Close this search box.
Publicidade

OPERAÇÃO ELDORADO – PF e Ibama unem forças contra garimpo ilegal em Rondônia

Durante as diligências, foram desativadas oito dragas e balsas utilizadas exclusivamente para a prática ilegal de extração de ouro no leito do rio Madeira
Publicidade

Nesta quinta-feira, 18 de abril, a Polícia Federal (PF) em conjunto com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Exército Brasileiro e o Batalhão de Polícia de Fronteira e Divisas (BPFron) deflagrou a Operação Eldorado, com o objetivo de conter o avanço do garimpo ilegal no rio Madeira e combater a consequente degradação do ecossistema nas proximidades de Nova Mamoré/RO e Porto Velho/RO.

A operação mobilizou um contingente de 25 policiais federais, incluindo especialistas em explosivos, pilotos de embarcação e agentes do Grupo de Pronta Intervenção (GPI), juntamente com dois agentes do Ibama, 48 militares do Exército Brasileiro e quatro policiais militares do BPFron.

Publicidade

Durante as diligências, foram desativadas oito dragas e balsas utilizadas exclusivamente para a prática ilegal de extração de ouro no leito do rio. Estima-se que o valor dos equipamentos inutilizados chegue a cerca de R$ 2 milhões. Além disso, foram realizadas inspeções em outras 18 dragas e balsas, com o intuito de verificar a conformidade das atividades de extração mineral com a legislação ambiental vigente.

O garimpo ilegal, além de ser uma prática criminosa, tem graves consequências para o meio ambiente e para as comunidades locais. O uso de substâncias tóxicas nos processos de extração mineral causa danos irreparáveis à saúde humana, à fauna e à flora da região.

Os responsáveis pela extração ilegal podem responder pelos crimes de usurpação de bens da União e de extração de recursos minerais sem autorização, concessão ou licença, ou em desacordo com as obtidas. As penalidades previstas para esses delitos incluem até seis anos de detenção, além de multa.

A operação Eldorado reafirma o compromisso das autoridades em combater atividades criminosas que comprometem a preservação ambiental e a segurança das comunidades, e destaca a importância da atuação conjunta entre diversos órgãos governamentais na proteção dos recursos naturais de Rondônia.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias