Search
Close this search box.
Publicidade

Operação policial apreende fuzil e mais de 600 munições em ação contra envolvidos em ataque a jornal

A Operação Tango recebeu esse nome em referência à rua Buenos Aires, que teria sido utilizada como trajeto pelos criminosos no momento do ataque.
Publicidade

A Polícia Federal, em conjunto com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público de Rondônia (MP/RO), realizou a Operação Tango, que resultou no cumprimento de três mandados de busca e apreensão em Porto Velho. Durante a operação, foram apreendidos um fuzil, uma pistola e cerca de 600 munições.

A ação ocorreu na manhã desta quarta-feira (2) e teve como alvo dois homens suspeitos de estarem envolvidos no ataque à sede do jornal eletrônico Rondoniaovivo, ocorrido no dia 19 de novembro do ano passado.

Publicidade

De acordo com as investigações, o ataque teria sido motivado por questões políticas, em decorrência das reportagens publicadas pelo jornal, que criticavam o fechamento de rodovias e aglomerações em frente aos quarteis do Exército no estado.

A Polícia Federal também informou que há indícios de uma correlação entre o atentado e a atuação do jornal eletrônico na cobertura desses eventos coletivos.

Segundo o Ministério Público, os crimes investigados podem resultar em penas privativas de liberdade que, somadas, chegam a 11 anos e 6 meses, sem prejuízo de outras acusações que possam ser apuradas ao longo das diligências realizadas nesta operação.

A Operação Tango recebeu esse nome em referência à rua Buenos Aires, que teria sido utilizada como trajeto pelos criminosos no momento do ataque.

As investigações prosseguem para identificar e responsabilizar os envolvidos no atentado ao jornal e esclarecer todos os detalhes relacionados ao crime ocorrido no ano passado.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias