Search
Close this search box.

Desenvolvimento e retomada econômica pós-pandemia foram assuntos importantes abordados no Fórum de Prefeitos e Vereadores

Gestão econômica de cada município é uma das ferramentas para desenvolver a economia estadual pós-pandemia
Publicidade

Durante o Fórum de Prefeitos e Vereadores, realizado, nesta quarta-feira (17), em Porto Velho, o Governo de Rondônia destacou as principais ações para desenvolver a economia do Estado pós-pandemia, tendo como ferramenta principal, a gestão econômica de cada município.

O diretor de Atração de Investimentos da Agência de Promoção de Investimentos do Estado de Minas Gerais (INDI), Adriano Carvalho, foi um dos palestrantes do evento. Ele definiu em seu discurso a importância da participação de cada município para fazer a economia girar dentro do Estado. Quando esteve como titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Extrema (MG), Adriano Carvalho conduziu o programa de atração de investimento, que multiplicou o Produto Interno Bruto (PIB) do município 14 vezes.

Publicidade

Adriano Carvalho comentou as principais medidas para o desenvolvimento econômico

“Extrema, era um município de oito mil habitantes, nenhuma rua asfaltada, somente duas linhas de telefone e nenhuma escola secundária, isso em 1991. Atualmente, Extrema é a 5° maior arrecadação do Estado. Rondônia possui 52 municípios, enquanto que em Minas Gerais, são 853 municípios”, pontuou.

O diretor comentou ainda que a presença das empresas no Estado são essenciais para que esse desenvolvimento aconteça. “Usamos os benefícios do Estado para bater na porta das empresas que podíamos acompanhar”, explicou.

Adriano definiu o Estado de Rondônia com uma “evolução silenciosa, consistente e orgânica”. Para ele, o Estado possui grandes potencialidades, e ficou claro durante o fórum, a retomada econômica que vem sendo desenvolvida. Para ilustrar a retomada econômica na prática, Adriano explicou como a pandemia enfraqueceu alguns setores e como certas práticas podem transformar o problema em uma solução.

“No primeiro semestre de 2020, durante a pandemia, 125 mil mineiros perderam seus empregos. Já no primeiro semestre de 2021, 185 mil mineiros tiveram suas carteiras assinadas. É isso que o desenvolvimento econômico faz. Se observarem o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a maioria vem fechando com saldo positivo desde janeiro. Nos últimos três meses, bateram uma média de mais de 2 mil empregos criados a cada mês”, salientou.

Gestor da Sedec pontuou as principais ações econômicas do Governo de Rondônia pós-pandemia

Duas pontuações foram definidas como passos para garantir o desenvolvimento econômico: atrair quem não está no Estado e cuidar de quem já está. Adriano finaliza com pontuações que direcionam para um diálogo com as empresas locais na criação de novos investimentos.

ECONOMIA PÓS PANDEMIA

“Ações de Potencialização do Desenvolvimento Econômico pós Pandemia”, foi o assunto norteador de toda a palestra do gestor da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec), Sérgio Gonçalves. O secretário comentou sobre a logística e saneamento básico que são prioridades, no qual Parcerias Público-Privadas (PPP) já estão estabelecidas garantindo a todos os municípios água e esgoto tratados.

A sustentabilidade faz parte de todo processo que visa o desenvolvimento de maneira consistente e correta. “O grande vetor para o desenvolvimento desse setor é a inovação e economia verde com a floresta em pé”, afirmou.

PRINCIPAIS AÇÕES

Durante a palestra, Sérgio Gonçalves relatou o sucesso da retomada econômica por meio de programas, como a “Invest Rondônia” que acompanha 37 empresas. Somadas representam a contratação de mais de 12 mil trabalhadores e a aplicação de quase R$ 4 bilhões em investimentos na construção de indústrias.

Para capacitar a mão de obra necessária, o programa “Geração Emprego” lançou recentemente uma solução de empregabilidade que capacita trabalhadores de acordo com as principais demandas do mercado, de forma gratuita, além de aproximar empregadores e os candidatos às vagas.

Anúncie no JH Notícias