Notícias de Política

ELEIÇÕES – Policia Militar poderá deixar mais 300 PM’s sem direito a voto em Rondônia

O recurso será protocolado na Justiça a nível de Rondônia e Brasília, se caso necessário, e a expectativa é de que os PM’s consigam a autorização para o voto em trânsito, mas por enquanto, permanecem cerceados do seu direito de participação no pleito.


Postado em 04/10/2018 às 09h40min

ELEIÇÕES – Policia Militar poderá deixar mais 300 PM’s sem direito a voto em Rondônia

A Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do estado de Rondônia – ASSFAPOM, irá recorrer à Justiça para derrubar o indeferimento da liminar no Mandado de Segurança Preventivo impetrado pela entidade para garantir o direito ao voto dos policiais militares que estarão trabalhando fora de seus domicílios eleitorais em todo o Estado de Rondônia neste próximo domingo (7).

Para a entidade, caso a situação não seja revista pela Justiça, mais de 300 policiais militares que estarão destacados a garantirem a segurança do pleito poderão perder o direito de exercer sua cidadania através do voto.

De acordo com o desembargador Kiyochi Mori “… a concessão da liminar, colocaria em risco a realização do pleito, não se mostrando razoável o seu deferimento, mormente quando insuficiente a prova da violação do direito líquido e certo”.

Para a ASSFAPOM, essa decisão da Justiça penaliza os policiais militares, que estão sempre a postos para cumprir as missões que lhe são dadas em defesa do Estado, e que não podem ser colocados como cidadãos de “segunda classe”, ficando de fora do momento mais importante da democracia brasileira.

O recurso será protocolado na Justiça a nível de Rondônia e Brasília, se caso necessário, e a expectativa é de que os PM’s consigam a autorização para o voto em trânsito, mas por enquanto, permanecem cerceados do seu direito de participação no pleito.

Por JH Notícias



MAIS NOTÍCIAS DE Política