Search
Close this search box.
Publicidade
EcoRondônia

FUNDÃO ELEITORAL – Deputados de RO que votaram contra já receberam mais de R$ 7 milhões

Entre os que votaram contra, a líder em fundo eleitoral é Silvia Cristina
Fachada do Congresso Nacional. Brasilia, 26-10-2018Foto: Sérgio Lima/Poder 360
Publicidade

Constituída por oito deputados, bancada rondoniense na Câmara Federal possui cinco nomes que pleiteiam no voto a permanência por mais quatro anos no Poder Legislativo Nacional, Mauro Nazif (PSB), Lúcio Mosquini (MDB), Silvia Cristina (PL), Expedito Neto (PSD) e Coronel Chrisóstomo (PP).

A tentativa de reeleição é o momento em que um político constituído pela Justiça Eleitoral coloca em análise o trabalho realizado por ele, passando por uma avaliação do eleitorado, por conta disso, a forma como esses servidores votam no Congresso Nacional é um dos principais fatores dessa equação.

Publicidade

Um ponto curioso desses cinco parlamentares que disputam a reeleição é aincongruência entre o discurso e a prática, um exemplo é a ampliação do Fundão Eleitoral, votada na Câmara Federal e que recebeu quatro votos contrários e um a favor, isso entre eles.

Porém, nenhum dos quatro deputados que votaram contra, Mauro Nazif, Silvia Cristina, Expedito Neto e Coronel Chrisóstomo, sentiram qualquer constrangimento e receberem quantias milionárias do fundo que eles rejeitaram em votação, somado, o valor recebido por esses quatro deputados para bancarem suas campanhas ultrapassam os R$ 7 milhões.

Entre os que votaram contra, a líder em fundo eleitoral é Silvia Cristina, que recebeu R$ 3 milhões, seguido por Mauro Nazif com R$ 2,5 milhões, e Expedito Neto e Coronel Chrisóstomo com 1,2 respectivamente.

Entre os deputados rondonienses que buscam mais um mandato, o único que votou a favor do fundo foi Lúcio Mosquini, que recebeu R$ 2,5 milhões.

Anúncie no JH Notícias