Search
Close this search box.
Publicidade
EcoRondônia

Invisíveis da Câmara de Vereadores de Porto Velho vão tentar permanecer nas sombras por mais quatro anos

Confira as notas do dia, por Cícero Moura.
Publicidade

Reprodução

NÃO É PIADA

Publicidade

A maioria dos 21 vereadores de Porto Velho está se preparando para disputar a reeleição em outubro. Dá para contar nos dedos, quem e o que  fizeram pela população da capital.

CURIOSIDADE

O curioso é que alguns chegam às eleições da mesma maneira como entraram no mandato. Anonimamente.

FAMA

Para não cometer injustiça, tenho que lembrar que os digníssimos da Casa de Leis Municipal tiveram importante papel na CPI mambembe “inventada” para apurar os abusos praticados nos preços dos combustíveis.

Divulgação

“RECONHECIMENTO” 

Agora veja só que coisa interessante. Nessas pesquisas “idôneas”, ao custo médio de 3 mil reais cada levantamento, que contaminam a internet em período eleitoral, há uma estatística bem interessante.

“RECONHECIMENTO 2”

Segundo os levantamentos,  serão reeleitos de 50% a 60% dos vereadores. Isso se confirmando, fica evidente que o eleitor consegue enxergar o que a sociedade não vê.

MAIS DOIS

Ainda sobre o Legislativo Municipal, ano que vem vai ser preciso mais dinheiro público para sustentar o “trabalho suado” dos abnegados. É que em 2025, a Câmara de Vereadores que hoje é composta por 21 integrantes, passa a ter  23 parlamentares.

ALTERAÇÃO

Pela atual legislação, o número de parlamentares poderia ser aumentado em até 25. Em votação realizada em dezembro de 2023, os atuais representantes da Casa de Leis decidiram alterar para 23 vereadores a partir de 2025.

ALTERAÇÃO 2

A criação de novas vagas em Câmaras de Vereadores é prevista pela Constituição Federal e essa mudança costuma ser realizada quando faz necessário atualizar o quantitativo de vereadores proporcionalmente ao crescimento da população, para que demandas do município sejam representadas da melhor forma possível.

Divulgação

CANDIDATO

O amigo colunista Waldir Costa publicou que Léo Moraes teria contratado equipe para formar a pré-candidatura ao Prédio do Relógio. Léo preside o Podemos em Rondônia.

CANDIDATO 2

Sobre Léo, eu particularmente estou que nem São Tomé. Não há um corajoso que fale abertamente que estaria ao lado dele em uma nova disputa para a prefeitura, por conta de episódios que envolveram as disputas ao Governo e a própria Prefeitura.

CANDIDATO 3

Léo tem currículo e um reduto próprio na política, mas isso só não basta para elegê-lo. Sem grupo, nenhum candidato consegue nem passar da ponte do Madeira para o ramal Maravilha.

TÍMIDO

O Partido Progressista (PP) lançou a pré-candidatura de Valdir Vargas à Prefeitura de Porto Velho. O evento, que tinha como objetivo demonstrar força e mobilização do partido, acabou atraindo poucas pessoas no sábado à tarde.

Divulgação/JH Notícias

FORÇA

Vargas conta com a popularidade de Ivo Cassol, que comanda o  PP em Rondônia, para alavancar sua candidatura.  Cassol já declarou publicamente que o PP pretende ter candidatos estratégicos nas principais cidades do estado.

PRESENÇA

A Universidade Federal de Rondônia (UNIR) estará na  11ª Rondônia Rural Show Internacional (RRSI), na Vitrine Tecnológica do evento, onde estarão reunidos diversos projetos desenvolvidos nos campi da Universidade.

Divulgação

PRESENÇA 2

As exposições de banners e demonstrações de projetos da UNIR ocorrerão ao longo de todo o evento, com algumas atividades agendadas em horários específicos, a exemplo das palestras.

PRESENÇA 3

A Vitrine Tecnológica tem o mesmo tema da 11ª edição da RRS: Agricultura da Amazônia e visa apresentar projetos tecnológicos e inovadores desenvolvidos na região.

RECURSO

O Deputado Cássio Gois anuncia investimento de 250 mil reais para projeto de distribuição de água no bairro Planalto em Cacoal. Atualmente, a região não é atendida integralmente devido à sua situação geográfica, o que dificulta a distribuição de água de forma adequada.

Divulgação

TRABALHO

Cássio Gois diz estar satisfeito em poder contribuir com o desenvolvimento do bairro Planalto. A destinação dos recursos para o projeto de distribuição de água é fundamental para garantir mais qualidade de vida e saúde para os moradores.

PARCERIA

Destacou que junto com o prefeito Furia, está empenhado em buscar soluções para as demandas da população e vai trabalhar juntos para tornar o projeto uma realidade. O prefeito Adailton Furia já se comprometeu em agilizar o processo de regularização fundiária do bairro, o que trará mais segurança jurídica e melhorias importantes para os moradores.

LER E ESCREVER

Dados do Censo Demográfico 2022 mostram que a taxa de alfabetização no estado de Rondônia é de 93,6%, sendo a maior da Região Norte, pouco à frente do estado do Amapá, que tem 93,5% de sua população alfabetizada.

COMPARATIVO

A taxa brasileira é de 93%. Com as informações do Censo, é possível observar que os estados do Nordeste têm as menores taxas de alfabetização do país, sendo seguidos pelos estados do Norte.

Divulgação/Arquivo Pessoal

ESTADO

Em relação aos municípios rondonienses, as maiores taxas de alfabetização foram em Porto Velho (95,6%), Vilhena (95,3%), Ji-Paraná (94,4%), Guajará-Mirim (94,2%) e Ariquemes (94,1%).

PIORES

As menores foram em Primavera de Rondônia (87,5%), Cacaulândia (88,1%), Vale do Anari (88,4%), Theobroma (88,4%) e Alvorada d’Oeste (88,5%).

INDIOS

O Censo aponta, ainda, que a taxa de alfabetização dos indígenas é menor do que quando considerada toda a população. Nesse grupo, o índice foi de 87,1% em Rondônia e de 85% em todo o Brasil.

SEXO

Por sexo, a pesquisa censitária revela que homens e mulheres rondonienses têm exatamente o mesmo índice de alfabetização: 93,6%, ao contrário dos índices brasileiros, em que homens apresentam taxa de 92,5% e as mulheres têm taxa de 93,5%.

CAMPANHA

Atendendo pedido do advogado Luiz Felipe Silva Andrade, divulgo rifa para ajudar os desabrigados no Rio Grande do Sul. Adquira AQUI.

Anúncie no JH Notícias