“Não adianta, vai pegar”, diz Bolsonaro sobre autoridades com Covid-19

Autoridades que compareceram à posse de Luiz Fux no STF, na semana passada, contraíram doença. Caso mais recente é do PGR

Brasil, Política - sexta-feira, 18/09/2020 às 09h24min
“Não adianta, vai pegar”, diz Bolsonaro sobre autoridades com Covid-19
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quinta-feira (17/9) que, eventualmente, as pessoas irão ser infectadas pela Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Bolsonaro comentava a quantidade de autoridades do país que contraíram o vírus, em especial as que compareceram à posse do novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, na semana passada. O próprio presidente da Corte testou positivo para a doença.

Além de Fux, o procurador-geral da República, Augusto Aras, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Maria Cristina Peduzzi, e os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luís Felipe Salomão e Antonio Saldanha Palheiro também diagnosticados com Covid-19. Todos participaram da posse do novo chefe do Supremo.

“A gente vê aqui em Brasília agora, várias autoridades em Brasília agora estão com o vírus. Não adianta, vai pegar, tá certo?”, disse Bolsonaro em conversa com apoiadores, no Palácio da Alvorada.

STF se manifesta sobre infecções

Após os diagnósticos positivos, a presidência do STF divulgou nota afirmando que tomou medidas de segurança durante a posse de Fux e seguiu todos os protocolos recomendados.

A assessoria disse ainda que está “em contato com os convidados que estiveram presentes à solenidade para alertá-los sobre a importância de buscarem serviço médico, caso tenham se exposto de alguma forma também em outros eventos fora do STF”.

“A Secretaria de Serviços Integrados de Saúde (SIS) do Tribunal também está atenta e à disposição dos servidores para orientá-los sobre eventual realização de testes e procedimentos a serem adotados em casos positivos”, disse a presidência da Corte na nota.

Por Metropoles


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email