Notícias de Política

OPINIÃO E POLÍTICA – Para acompanhar Hildon até Goiânia, vereadores vão receber mais de R$ 12 mil em diárias – Por João Paulo Prudêncio

João Paulo Prudêncio é jornalista e editor de política do jornal eletrônico JH Notícias e atua no jornalismo rondoniense há mais de dez anos. Informações e contato com a coluna através dos telefones: (69) 99230-0591 (WattsApp) e (68) 99217-1709.


Postado em 13/03/2018 às 17h45min

OPINIÃO E POLÍTICA – Para acompanhar Hildon até Goiânia, vereadores vão receber mais de R$ 12 mil em diárias – Por João Paulo Prudêncio

Diárias 

Após o convite do prefeito Hildon Chaves (PSDB) para integrarem a comitiva que se deslocou até a cidade de Goiania para estudar formas de gestão do sistema hospitalar local, os vereadores Alan Queiroz (PSDB), Jurandir Bengala (PR), Jair Montes (PTC), Edwilson Negreiros (PTC), Marcelo Cruz (PTB), Marcelo Reis (PSD) e Jacaré (PSDC), irão receber um montante de R$ 12.496,68 (doze mil, quatrocentos e noventa e
seis reais e sessenta e oito centavos), como pagamento em diárias.

As contas

O valor se deu pelo pagamento de duas diárias de  R$ 595,08 (quinhentos e noventa e cinco reais e oito centavos), + ½ diária no valor unitário de R$ 297,54 (duzentos e noventa e sete reais e cinquenta e quatro centavos) e o adicional de deslocamento no valor unitário de R$ 297,54 (duzentos e noventa e sete reais e cinquenta centavos), tudo descrito no regimento da Casa de Leis. Isso claro, com a passagem aérea de ida e volta, tudo pago pelo contribuinte da capital.

ALE/RO 

A sessão legislativa estadual desta terça-feira (13) contou com o debate entre os parlamentares sobre a proposta do governo do estado de Rondônia que visa regulamentar a criação de mais 48 cargos comissionados para serem lotados na Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia – CAERD, proposta alvo protestos dos deputados, que chegaram a afirmar ser um abuso do poder executivo frente às graves denuncias envolvendo a CAERD e sua atual condição de sucateamento.

O Projeto

De acordo com o deputado Ribamar Araújo (PMDB), o projeto foi enviado aos deputados sem qualquer esclarecimentos sobre quanto seria o impacto na folha de pagamento ou como se daria essas contratações. Para o parlamentar, esses cargos são criados no intento apenas de suprir necessidades políticas, pois se a intenção fosse a melhoria nos serviços, a CAERD deveria promover uma intensa revisão nos seus trabalhos e não contratar mais gente.

Quem defendeu

A defesa do projeto partiu do deputado Jean Oliveira (PMDB), que integra a base de apoio ao governador Confúcio Moura (PMDB), de acordo com Jean, o projeto já foi aprovado e apenas o que é necessário é uma regulamentação nos nomes dos cargos, em plenário, o deputado afirmou que essa é a única forma da CAERD começar a apresentar trabalho.

Vergonha

Criar mais cargos na CAERD é no minimo vergonhoso, a empresa pública está em frangalhos, alvo de diversas denuncias apontado super salários de comissionados do alto escalão que ultrapassavam os R$ 30 mil, atualmente a CAERD está com os salários de seus servidores atrasados há mais de dois meses e é alvo de diversas reclamações por péssima prestação de serviço pela comunidade, até o dias atuais o governador Confúcio Moura nunca se dispôs a arregaçar as mangas e resolver de fato o problema CAERD que há vários anos vem causando milhões em prejuízos aos cofres públicos.

Repúdio 

Os deputados aprovaram por unanimidade um ato de repúdio contra o assessor do prefeito Hildon Chaves (PSDB) que agrediu o jornalista Carlos Caldeira dentro de uma redação de jornal durante a apresentação de um programa ao vivo pelo Facebook nesta última semana. O repúdio foi movido pelos deputados Leo Moraes (PTB), Jesuíno Boabaid (PMN), Hermínio Coelho (PSD), Rimar Araújo (PR) e Anderson do Singeperon.

Crise na educação 

A Secretaria Municipal de Educação, através da prefeitura de Porto Velho, publicou no Diário Oficial desta terça-feira (13) a rescisão do contrato de transporte escolar com as empresas Amazontur e Rondonorte, os contratos que estavam em vigor havia sido firmados ainda na gestão Nazif. A rescisão foi unilateral e de posse de um parecer da Procuradoria do Município ficou constatado quebra no contrato por parte das empresas.

Crise na educação 

Foi necessário mais de duas mil crianças ficarem sem aula e o Ministério Público interferir no caso para que o prefeito Hildon Chaves tomasse uma iniciativa em relação ao problema, que é antigo e foi uma de suas promessas de resolução dele na época em que ainda era candidato ao cargo que ocupa. Uma demonstração de despreparo misturado com desrespeito aos estudantes e a comunidade portovelhense. A expectativa é de que um novo contrato seja firmado e dessa vez que seja cumprido todas as cláusulas colocando um ponto final nesse deprimente situação que os estudantes foram acometidos pela gestão do PSDB em Porto Velho.

Rondônia

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou nesta terça-feira (13) dois requerimentos para audiências públicas. A primeira, solicitada pelo presidente do colegiado, senador Ivo Cassol (PP-RO), vai discutir a situação dos assentamentos no estado de Rondônia. A outra, do senador Lasier Martins (PSD-RS), debaterá a importância dos insetos polinizadores para a agropecuária e os estudos recentes sobre o tema.

A Coluna

João Paulo Prudêncio é jornalista e editor de política do jornal eletrônico JH Notícias e atua no jornalismo rondoniense há mais de dez anos. Informações e contato com a coluna através dos telefones: (69) 99230-0591 (WattsApp) e (68) 99217-1709.

Fonte: JH Notícias



MAIS NOTÍCIAS DE Política