Search
Close this search box.
Publicidade

RESERVA CHICO MENDES: Jaime Bagattoli e mais quatro senadores denunciam atuação do ICMBio à PGR

Grupo pede apuração sobre suposta situação análoga ao trabalho escravo na região
Publicidade

A visita da CPI das ONGs à Reserva Extrativista Chico Mendes (AC) teve um novo capítulo nesta semana. Após constatarem a situação de miséria vivenciada por moradores da reserva, o senador Jaime Bagattoli (PL) e mais quatro parlamentares entregaram, na terça-feira (31), uma denúncia à Procuradoria Geral da República (PGR) contra a atuação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), responsável por administrar a unidade.

Na prática, a denúncia pede uma investigação sobre uma suposta situação análoga ao trabalho escravo vivenciada por famílias e moradores que vivem na reserva. A visita de integrantes da CPI das ONGs aconteceu no último dia 19 de outubro, após a comissão receber denúncias dos próprios moradores e lideranças da região.

Publicidade

Vice-presidente da comissão, o senador Jaime Bagattoli definiu a situação como preocupante e diz esperar uma resposta do Governo Federal o quanto antes.

“O que vimos ali é a prova de que o atual modelo de preservação só tem prejudicado as famílias que ainda vivem ali. Ouvimos relatos de que agentes governamentais chegaram a depredar imóveis, além de impedirem a criação de vacas e até a abertura de escolas na região. Tudo em nome de uma suposta preservação ambiental. Por isso, trouxemos as denúncias que recebemos durante a diligência e esperamos a devida apuração da PGR”, defendeu o parlamentar.

Além de Jaime, estiveram presentes no ato de entrega da denúncia os senadores Plínio Valério (AC), presidente da CPI das ONGs, e os senadores Doutor Hira e Damares Alves.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias