Notícias de Política

SEM CONDIÇÕES – Confúcio recorre ao governo do Amazonas para fazer cirurgia de hérnia em pacientes

Apoiado no crescimento promovido pela pecuária e extração dos recursos naturais, Confúcio Moura propaga Rondônia como um estado referência, um “Eldorado” em meio à crise econômica.


Postado em 28/12/2017 às 11h50min

SEM CONDIÇÕES – Confúcio recorre ao governo do Amazonas para fazer cirurgia de hérnia em pacientes

Ano após ano recebendo montantes consideráveis de recursos, a saúde pública no estado de Rondônia ainda apresenta severas precariedades, entre elas, a falta de especialidades médicas e recursos cirúrgicos, além da evidente ineficiência em prestar atendimento seguro e de qualidade à demanda que procura as unidades públicas de atendimento médico.

Ao que tudo indica, a capacidade da saúde pública em Rondônia anda tão mal das pernas, que o governador Confúcio Moura (PMDB), decidiu despachar pacientes para o vizinho estado do Amazonas. Mesmo estando em Porto Velho, capital do estado, o governador encaminhou pacientes para a pequena cidade de Humaitá, município que possui pouco menos de 50 mil habitantes.

De acordo com o despacho publicado no Diário Oficial desta última terça-feira (26), um motorista do governo foi autorizado a levar pacientes para realização de cirurgia geral de Hérnia no Hospital Regional de Humaitá, unidade de saúde sob responsabilidade do governo do Amazonas. Na conta do governo de Rondônia ficou apenas os custos da viajem de aproximadamente duzentos quilômetros.

A unidade do estado vizinho dispõe de 52 leitos para internação e atendimento de urgência e emergência atendendo o público adulto, infantil e, também, área de maternidade. O hospital ainda é equipado com mamógrafo, aparelho de raio-x e ultrassonografia computadorizada, realiza exames de eletrocardiograma. Todos os exames disponíveis em sistema digitalizado e interligado à Central de Laudos, que funciona no Hospital Francisca Mendes, em Manaus.

No ano de 2015, dois jovens morreram após realizarem procedimento médico semelhante em um mutirão promovido pelo governo do estado na cidade de Cacoal, as mortes se tornaram uma incógnita, porém é incerto afirmar que após esse caso o governo tenha se omitido o máximo possível em promover novas ações como essa.

O fato é que o governador rondoniense utilizar-se da estrutura médica da pequena Humaitá para realizar procedimentos cirúrgicos considerados casuais dentro da medicina, é no minimo vergonhoso. Porto Velho possui dez vezes mais habitantes que Humaitá, porém com apenas um pronto socorro de, atendimento de média e alta complexidade, o sofrimento é a marca de quem depende de atendimento nesses locais.

Apoiado no crescimento promovido pela pecuária e extração dos recursos naturais, Confúcio Moura propaga Rondônia como um estado referência, um “Eldorado” em meio à crise econômica que assola o país, mas para fazer uma cirurgia de hérnia precisa procurar o governo do Amazonas.

Fonte: JH Notícias



MAIS NOTÍCIAS DE Política