Notícias de Política

VERGONHA – Bancada de Rondônia no Senado é composta por condenados e acusados de corrupção

Com o resultado do pleito 2018, dois novos nomes entram, Marcos Rogério (DEM), que é Ficha Limpa, e Confúcio Moura (PMDB), que responde a denuncias de corrupção.

Postado em 16/10/2018 às 09h26min • Atualizado 11h26min


VERGONHA – Bancada de Rondônia no Senado é composta por condenados e acusados de corrupção

Destaque nacional de forma negativa com Natan Donadon, primeiro deputado federal que saiu direto do Congresso para o presídio por crime de corrupção, o estado de Rondônia volta aos noticiários de todo o país com o mandado de prisão contra o Senador e até pouco tempo atrás candidato ao governo, Acir Gurgacz (PDT).

Acir Gurgacz está internado em um hospital em sua terra natal, Cascavel, estado do Paraná, e de acordo com a equipe clínica que o atende, está sem condições de ser removido para uma penitenciária onde deve começar a cumprir seu pena de  4 anos e 6 meses em regime semiaberto por crime de fraude ao sistema financeiro.

O fato é que os três senadores rondonienses estão envolvidos em escândalos de corrupção, dois já foram condenados, Ivo Cassol (PP) já começou a pagar sua pena alternativa prestando serviço comunitário no Corpo de Bombeiros do estado de Rondônia, ele foi considerado culpado por crime envolvendo mau utilização do erário no período em que era prefeito da cidade de Rolim de Moura, localizada na região da zona da Mata do Estado.

Já Valdir Raupp, que teve uma retumbante derrota na sua tentativa de retornar ao Senado, foi apontado em diversas delações que integram o material de investigação da operação Lava Jato, com o fim do seu mandato, cai o foro privilegiado e sua situação poderá ficar mais complicada.

A atual bancada rondoniense no Senado está integralmente envolvida em escândalos de corrupção, com dois condenados e um acusado, uma triste constatação de um dos estados mais prósperos da nação brasileira. Com o resultado do pleito 2018, dois novos nomes entram, Marcos Rogério (DEM), que é Ficha Limpa, já Confúcio Moura (PMDB), responde a denuncias de corrupção no período em que foi governador de Rondônia.

Por JH Notícias