Search
Close this search box.
Publicidade

Aluno do IFRO desaparece e deixa carta para família: “meu último dia de vida”

Jovem de 18 anos também se despediu dos colegas em grupo no WhatsApp
Publicidade

A equipe de reportagem entrou em contato por telefone com a mãe de Rafael Oliveira Sefstroen, um estudante de 18 anos, que saiu de sua residência no bairro Green Ville, em Vilhena, no dia anterior e não tem dado sinais de vida desde então. Durante a conversa, a mãe do jovem compartilhou uma angustiante situação envolvendo seu filho.

Segundo o relato da mãe, Rafael chegou a Vilhena no início deste ano, vindo de Cerejeiras, para frequentar um curso de Matemática no Instituto Federal de Rondônia (IFRO). Ele estava morando com seus avós. No entanto, antes de seu desaparecimento, Rafael se despediu de seus colegas de escola através de um grupo no aplicativo WhatsApp e deixou uma carta em casa com uma mensagem que sugeria intenções suicidas.

Publicidade

A mãe, que reside em Cerejeiras, deslocou-se até a rodoviária de Vilhena para verificar se Rafael havia embarcado em um ônibus com destino a Cuiabá, no Mato Grosso. Isso porque em 8 de agosto, ele havia adquirido uma passagem para essa cidade, embora não tenha embarcado na ocasião. No dia anterior, ele solicitou à avó uma segunda via da passagem.

Na carta deixada por Rafael, ele expressa que sua perspectiva de futuro está “destruída” e que aquele é o seu “último dia de vida”. O jovem já enfrentava problemas psiquiátricos e fazia uso de medicações controladas para tratar tais condições. Qualquer pessoa que detenha informações que possam ajudar a localizá-lo é encorajada a entrar em contato através dos números exibidos na imagem secundária abaixo.

O desaparecimento de Rafael Oliveira Sefstroen levanta preocupações sérias sobre sua segurança e bem-estar, destacando a importância de oferecer apoio e assistência em casos de saúde mental.

Com informações Folha do Sul Online*

Combate Clean Anúncie no JH Notícias