Search
Close this search box.
Publicidade

Operação contra o furto de energia é realizada em uma das principais vias comerciais de Porto Velho

Durante a operação, foram constatadas mais de 100 irregularidades, a maioria regularizada no ato da inspeção
Publicidade

Na última semana, uma operação de combate ao furto de energia foi realizada na rua José Amador dos Reis, uma das principais vias comerciais de Porto Velho. A ação contou com a participação da Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Técnico-Científica (Politec) e equipes de fiscalização da Energisa.

Durante a operação, foram constatadas mais de 100 irregularidades, a maioria regularizada no ato da inspeção. Em dois estabelecimentos comerciais, a Politec identificou o furto de energia por meio de perícia técnica. Um dos responsáveis não foi localizado, enquanto outro foi conduzido pela Polícia Militar à Delegacia de Polícia para prestar esclarecimentos. Ambos responderão pelos crimes.

Publicidade

Conforme previsto no Código Penal Brasileiro, os artigos 171 (estelionato) e 155, parágrafo 3º (furto), estabelecem penas que podem chegar a quatro anos de reclusão, além da obrigação de ressarcir os valores não pagos. Condenações podem resultar na perda de direitos civis, como a impossibilidade de prestar concurso público.

A prática de furto de energia é extremamente perigosa. Intervir na rede elétrica de forma ilegal pode causar acidentes graves ou fatais, colocando em risco a vida dos envolvidos e das pessoas ao redor. Além disso, essa prática prejudica a qualidade do fornecimento de energia, afetando clientes que estão com suas contas em dia.

Os prejuízos não param por aí. O furto de energia também compromete os cofres públicos, que deixam de arrecadar impostos essenciais para a manutenção e melhoria dos serviços públicos. A energia furtada representa uma perda significativa de receita que poderia ser investida em infraestrutura, saúde, educação e segurança.

As operações reforçam a importância da legalidade e da segurança no uso da energia elétrica, destacando o compromisso das autoridades em combater práticas ilícitas que comprometem a infraestrutura e a segurança da população.

As denúncias contra o furto de energia podem ser feitas de forma totalmente anônima pelo 190 da Polícia Militar ou pelos canais de atendimento da Energisa:

– Call Center: 0800 647 0120

– Chat Gisa: https://gisa.energisa.com.br/

– App Energisa On, disponível para iOS e Android

– Site oficial: www.energisa.com.br

Anúncie no JH Notícias