Search
Close this search box.
Publicidade

Operação Mute: Rondônia integra operação nacional de revistas em unidades prisionais

Em Rondônia, a operação foi realizada por policiais penais do GAPE e utilizou cães farejadores
Publicidade

Com o objetivo de reforçar a segurança dentro das unidades prisionais, combatendo a comunicação ilícita e reduzindo os índices de violência em âmbito nacional, o Governo de Rondônia integra a segunda fase da “Operação Mute”, uma ação promovida pela Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen), que acontece de forma simultânea em todo o Brasil, desde a segunda-feira (11).

A unidade alvo da operação, realizada pela Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), foi a Penitenciária Estadual Milton Soares de Carvalho, localizada na Capital. A ação contou com policiais penais do Grupo de Ações Penitenciárias Especiais (Gape), com apoio de dois cães farejadores para as revistas nas celas, e um policial penal federal representando a Senappen. Para o secretário da Sejus, Marcus Rito, a operação integrada é fundamental no âmbito da segurança prisional, pois demonstra a força no combate à comunicação ilícita dentro do Sistema Penitenciário.

Publicidade

Segundo o secretário Nacional de Políticas Penais, Rafael Velasco, as comunicações proibidas configuram um problema nacional, com sérios impactos sociais, psicológicos e econômicos. Por isso, a Senappen realiza ações juntamente às administrações penitenciárias dos estados e do Distrito Federal, a fim de fortalecer o sistema penal, bem como ações para combater todas as formas de ilícitos”, destacou.

REVISTAS EM TODO O ESTADO

No dia 6 de novembro, a Gerência Especializada em Operações Penais (Geop)  iniciou um cronograma de revistas ostensivas, nas 39 unidades prisionais de Rondônia, por meio do Grupo de Ações Penitenciárias Especiais (Gape). A ação conta com efetivo total de 134 policiais penais do Gape das bases de Porto Velho, Guajará-Mirim, Ji-Paraná, Cacoal, Pimenta Bueno e Rolim de Moura e segue até o fim de dezembro. Durante as revistas, o grupo repassa orientações ao setor administrativo e hospitalar, sobre técnicas atualizadas de segurança nas unidades prisionais e durante os atendimentos hospitalares.

Para o titular da Gerência Especializada em Operações Penais, Reginaldo Barbosa Lima, executar um cronograma de revistas em estabelecimentos prisionais reflete o trabalho e compromisso contínuo na preservação da ordem, disciplina e controle necessários para garantir a segurança no Sistema Penitenciário.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias