Domingo, 15 de Dezembro de 2019

Notícias de Brasil

PSL pagou despesas de campanha em dinheiro vivo e teve serviço sem recibo

Postado em 08/10/2019 às 16h31min


PSL pagou despesas de campanha em dinheiro vivo e teve serviço sem recibo

Reportagem de Camila Mattoso e Ranier Bragon publicada nesta terça-feira na Folha de S.Paulo informa que uma uma dirigente de MInas Gerais do partido de Jair Bolsonaro, o PSL, afirmou em depoimento à Polícia Federal que Marcelo Álvaro pagou gastos de campanha com dinheiro vivo entregue a ela dentro de uma caixa.

A vice-presidenta do PSL em Conselheiro Lafaiete (MG), Ivanete Maria da Silva Nogueira deu as informaçções à Polícia Federal, que está investigando o caso.

No último final de semana a Folha de S.Paulo divulgou uma planilha e um relato que implicam o ministro Marcelo Álvaro Antonio no laranjal do PSL e dão indícios de que também a campanha de Bolsonaro pode ter recebido recursos desviados do laranjal do PSL.

Os depoimentos de Ivanete fazem parte do inquérito e agora estão com a Promotoria e com a Justiça de Minas, que decretou segredo de Justiça sobre o caso.

Álvaro Antônio foi indiciado e denunciado nas apurações das candidaturas laranjas do PSL sob a acusação de três crimes.

A PF sugeriu a abertura de um novo inquérito para apurar a suspeita específica de caixa dois na campanha do ministro.

O relato da dirigente do PSL é um dos indícios que a polícia coletou para esse pedido da segunda apuração.

Por BRASIL 247