Siga nossas redes sociais

Sexta-feira, 28/01/2022

JH Notícias

Sphera Engenharia - Empresa de Construção e Reformas em Porto Velho - Rondônia

Entretenimento

De Ávine Vinny a DJ Ivis, relembre famosos que foram presos em 2021

O DJ Ivis passou quatro meses preso por agredir a ex-mulher, Pâmella Holanda, 27

WhatsApp
Banner publicitário da Prefeitura de Porto Velho - IPTU 2022

Na tarde desta segunda-feira (13), o cantor Ávine Vinny, 32, dono do hit “Coração Cachorro”, foi preso em Fortaleza, no Ceará. O artista foi detido em flagrante, após acusações de ter ameaçado sua ex-mulher, com quem teve um relacionamento de oito anos e possui uma filha.

No entanto, ao longo do ano de 2021, Ávine não foi o único a ser preso. Celebridades como o cantor Belo, DJ Ivis e até mesmo o ator André Gonçalves, passaram por situações parecidas, detidos e em alguns casos presos na delegacia.

O caso mais recente é o do ator André Gonçalves, 46, que está em prisão domiciliar após não pagar a pensão de sua filha Valentina, 18, fruto do relacionamento com a jornalista Cynthia Benini. A sentença determina que ele seja monitorado por tornozeleira eletrônica e fique em prisão domiciliar por um prazo de 60 dias.

Também nesta segunda, o artista sofreu um novo pedido de prisão por deixar de pagar pensão. Quem recorreu ao tribunal foi a filha mais velha, Manuela, 23, fruto do relacionamento do ator com a atriz Tereza Seiblitz. No entanto, seu advogado acredita que o pedido não terá avanço.

O músico Marcelo Falcão, 48, ex-vocalista do grupo O Rappa, também teve prisão domiciliar decretada neste ano. Em meados de novembro, o artista foi acusado por não pagar pensão alimentícia para a filha Agatha Silveira, 22.

Pela decisão, ele teria que cumprir a pena em sua casa, por 60 dias, e usar tornozeleira eletrônica nesse período. No entanto, em 17 de novembro, o pedido de prisão domiciliar foi revogado pela Justiça do Rio de Janeiro, já que a 7ª Câmara Cível julgou procedente um pedido de Habeas Corpus sobre a prisão.

Também em novembro, a modelo Liziane Gutierrez, 35, primeira eliminada da 13ª edição do reality A Fazenda (Record) foi detida em Los Angeles, na Califórnia, nos Estados Unidos, após se envolver em uma confusão em um evento.

Segundo sua assessoria, ela teria se envolvido em uma briga com empurrões na época e ficou detida na viatura da polícia, e teve o prazo de uma hora para seus advogados chegarem no local para resolver a situação. “O advogado chegou a tempo e ela foi liberada”, disse a assessoria.

Banners da campanha da segunda dose da vacina do Governo de Rondônia

Outro caso que ocorreu em 2021, foi a prisão de DJ Ivis, 30. O músico passou quatro meses preso por agredir a ex-mulher, Pâmella Holanda, 27. O artista foi preso em julho, também em Fortaleza (CE), após a divulgação de imagens em que aparece dando socos, tapas e empurrões na ex-companheira, com quem tem uma filha de um ano de idade.

Ele foi indiciado pela Polícia Civil do Ceará por três crimes: lesão corporal, ameaça e injúria no âmbito da violência doméstica. Em outubro, a Justiça do estado aceitou a denúncia do MPCE (Ministério Público do Ceará) e o artista ainda se tornou réu por lesão corporal e ameaça. Há cerca de um mês ele foi solto e agora responde em liberdade.

O cantor Belo, 46, também foi preso em 2021. O artista foi detido em 17 fevereiro pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Na época, ele foi investigado pela realização de um show em uma escola pública estadual no Complexo da Maré, zona norte do Rio, durante a pandemia.

O cantor passou uma noite na cadeia. E essa não é a primeira vez que Belo tem problemas com a polícia. O cantor já foi preso em 2002 após ser flagrado em escutas telefônicas conversando com Waldir Ferreira, o Vado, apontado pela polícia como gerente do tráfico na favela do Jacarezinho, na zona norte do Rio. Ele foi condenado a oito anos de prisão por associação ao tráfico.

Após passar um mês na prisão, ainda em 2002, ele foi preso em efetivamente em 2004, após recorrer em liberdade e depois de passar um período foragido. Ele cumpriu a pena em regime fechado de novembro de 2004 a março de 2006, quando teve concedida a prisão semiaberta.

Em março deste ano, o atacante Gabigol, do Flamengo, e o funkeiro MC Gui foram detidos em um cassino de luxo no bairro Vila Olímpia, na zona oeste da cidade de São Paulo. Além de a prática de jogos de azar ser proibida no Brasil, os frequentadores foram encontrados desrespeitando as regras sanitárias na véspera do plano emergencial, que na época implantou toque recolher em todo o estado de São Paulo, das 20h às 5h.

Na ocasião, Gabigol e MC Gui, e os demais frequentadores do cassino, assinaram um termo circunstanciado de ocorrência após se comprometerem a comparecer à polícia quando forem requisitados. Eles foram liberados na sequência.

Curtiu? Siga o JH NOTÍCIAS no Facebook, Instagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias de Rondônia.

Por FOLHAPRESS

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Publicidade Banner publicitário da Prefeitura de Porto Velho - IPTU 2022
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais em Entretenimento

Compartilhe esta notícia: