Notícias de Polícia

Agente penitenciário diz que fuga de detento em presídio de Vilhena aconteceu por falta de efetivo na unidade

Postado em 23/08/2019 às 09h19min


Agente penitenciário diz que fuga de detento em presídio de Vilhena aconteceu por falta de efetivo na unidade

Um apenado, que cumpria pena no Centro de Ressocialização Cone Sul por crime de homicídio fugiu da unidade prisional no final da tarde de quarta-feira, 21. Ele desempenhava atividades laborais dentro do presídio, e fugiu enquanto fazia o trabalho ao qual foi destinado.

As informações passadas por um agente penitenciário dão conta de que o apenado tinha autorização para ir à parte externa do presídio, onde cuidava da horta local há aproximadamente 2 anos. Porém, por causa da falta de efetivo, ele não era acompanhado por um agente penitenciário.

Ao findar o dia, quando todos os presos voltavam para as celas, Aguinaldo Gomes da Silva não retornou, e então que a fuga foi percebida.

“Eles estão com 5 agentes no plantão durante o dia, e tem um que são 4. Como cuida de laborais? E a cadeia, como fica? E ainda tem o monitoramento, banho de sol, enfermaria… e todas as atividades e bases que têm que ser preenchidas. O que facilitou foi a falta de efetivo mesmo, porque não tem agentes o suficientes para fazer o acompanhamento das atividades laborais deles”, revelou um agente penitenciário à reportagem.

Por Folha do Sul