Notícias de Polícia

Homem seqüestrado e esquartejado na Bahia seria motivação para execução de cigano em Cerejeiras


Postado em 30/09/2018 às 09h43min

Homem seqüestrado e esquartejado na Bahia seria motivação para execução de cigano em Cerejeiras

Através da internet, a reportagem conseguiu montar parte do quebra-cabeça em que se transformou a execução de um homem de 45 anos ontem, em Cerejeiras. A vítima, Luciano Ribeiro Dantas, que é cigano, estava morando há cerca de 30 dias na cidade, junto com outros familiares. Ele foi metralhado dentro de um supermercado à luz do dia.

Após o assassinato, os dois autores dos disparos e mais um terceiro envolvido no crime foram capturados próximo a Colorado do Oeste. Existe a suspeita de que um quarto criminoso tenha furado o cerco policial. Ele já é considerado foragido. O quarteto teria sido contratado por R$ 200 mil para fazer o serviço. Lembre aqui.

Segundo apurou o site, no ano passado, Luciano, um irmão e outras pessoas sequestraram, na cidade de Ilhéus, no Sul da Bahia, um homem chamado Iranildo Gama Queiroz, que fazia parte de outra família cigana. Os autores do crime chegaram a receber R$ 500 mil dos R$ 5 milhões pedidos como resgate. Mas Iranildo foi morto e, segundo alguns envolvidos no crime, pedaços de seu corpo teriam sido jogado para cães comerem. Clique aqui e saiba mais.

Após esse assassinato, Luciano e o irmão, foram presos na Bahia, mas acabaram sendo libertados. Eles fugiram, junto com outros familiares, para a cidade de Palma, capital do Tocantins. Lá, um sobrinho de Luciano foi morto, supostamente por vingança, por parte da família do homem sequestrado e esquartejado. Confira aqui.

Após a troca de tiros com a polícia de Palmas, o grupo de ciganos veio para Cerejeiras, onde chegou no início do mês. São mais de dez ciganos morando na cidade, e não havia nenhum problema envolvendo o grupo até então.

GOVERNADOR VEM À REGIÃO

Por telefone, na manhã deste domingo, 30, o governador Daniel Pereira (PSB), disse a reportagem que vai aproveitar a visita ao Cone Sul para cumprimentar os policiais que solucionaram o crime em poucas horas. Ele também vai liberar um helicóptero para a caçada a um quarto envolvido na execução do cigano, e que continua foragido.

Por Folha do Sul



MAIS NOTÍCIAS DE Polícia