Notícias de Polícia

Polícia Civil prende estelionatário que aplicava golpe semelhante a pirâmide; vítimas investiram mais de R$ 1 milhão

Postado em 11/09/2019 às 15h24min


Polícia Civil prende estelionatário que aplicava golpe semelhante a pirâmide; vítimas investiram mais de R$ 1 milhão

A Polícia Judiciária Civil do estado de Rondônia, por meio da 6ª Delegacia de Polícia desta Capital, realizou, na manhã de hoje (10/09), a prisão de Roberto Ambrósio da Silva suspeito de praticar crimes de Estelionato contra mais de 100 (cem) vítimas por todo país.

Após investigações originadas em dois inquéritos policiais que tramitam naquela unidade, o Dr. Rubens Oliveira da Silva, delegado titular da 6ª DP,  representou pelo pedido de prisão Preventiva contra o nacional Roberto, que culminou com a busca a apreensão em seu apartamento, onde foram localizados diversos documentos e notebook.

Segundo o Serviço de Capturas e investigação da 6ª Delegacia, o golpe que Roberto praticou é similar ao golpe de Pirâmide financeira, ele se apresentava como Investigador do mercado financeiro e oferecia o produto de moedas “criptografadas”, com a promessa de juros aviltantes no valor de 15% ao mês. Assim, uma vítima que investia a importância de R$ 100.000,00 (cem mil reais) recebia R$ 15.000,00 (quinze mil reais) de juros no primeiro mês, no segundo, no terceiro, e logo que Roberto adquiria a confiança dela, passava a não atender mais as ligações, “sumindo”, obtendo para si, a vantagem de todo o valor restante; Somente, nestes dois inquéritos, o golpe ultrapassou a importância de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), porém, há vítimas confirmadas que investiram o erário de hum milhão de reais;

Roberto está sendo inquirido acerca destes crimes, indiciado por Estelionato e aguardará preso, a disposição da justiça; Outras vítimas compareceram a Delegacia para prestar queixa acerca deste crime.

A polícia Judiciária Civil pede à população que contribua, divulgando a imagem de Roberto para anotarmos outras vítimas, bem como que forneçam  qualquer informação que possam auxiliar as investigações, na própria 6ª Delegacia de Polícia Judiciária Civil desta Capital.

Por PC