Search
Close this search box.

ASSFAPOM – Nota de esclarecimento sobre boatos relacionados ao Orgulho do Madeira

A ASSFAPOM deixa seu compromisso com a sociedade rondoniense e os policiais militares
Publicidade

O presidente da Associação dos Familiares dos Policiais e Praças da Polícia e Bombeiro Militar de Rondônia – ASSFAPOM, Jesuíno Boabaid, vem à público esclarecer que jamais houve qualquer interferência de sua para a retirada da base militar estabelecida no Orgulho do Madeira.

O que de fato aconteceu foi uma fiscalização promovida após a associação ter recebido denúncias de que os policiais militares estariam trabalhando em condições precárias de trabalho na base improvisada montada pelo sistema de segurança pública do Estado.

Publicidade

No local constatamos que policiais estavam sendo submetidos a uma condição degradante de trabalho, inclusivo tendo suas vidas expostas, pois são militares trabalhando em um ponto fixo dentro de uma área considerada ponto de gestão de uma das facções criminosas do país. Não havia condições dos policiais militares trabalharem dessa forma, que nada mais era que um ponto fixo de duas guarnições que não podiam nem sair do local para fazer uma abordagem ou apoiar uma viatura que estivesse precisando de apoio.

Porém, em momento algum o policiamento foi reduzido e de acordo com o próprio secretário estadual de segurança pública Coronel Vital, “…em relação ao policiamento (No Orgulho do Madeira), manteremos, com viaturas presente o tempo todo, abordando e caçando os criminosos”.

Por fim, a ASSFAPOM deixa seu compromisso com a sociedade rondoniense e os policiais militares, que estes devem ter a dignidade e as condições de trabalho.

Anúncie no JH Notícias