Notícias de Política

Dirigentes do Banco Brasil garantem permanência da superintendência em Rondônia durante reunião na Assembleia

Postado em 23/08/2019 às 09h10min


Dirigentes do Banco Brasil garantem permanência da superintendência em Rondônia durante reunião na Assembleia

Em atenção a Nota de Repúdio divulgada pelos deputados estaduais, contrários a notícia referente o possível fechamento da Superintendência do Banco do Brasil em Rondônia, divulgada na semana passada, dirigentes da instituição financeira estiveram reunidos com o presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) e o deputado Lazinho da Fetagro (PT) para prestarem esclarecimentos e tranquilizarem os parlamentares quanto às ações da instituição financeira no Estado.

Na reunião que aconteceu na manhã desta quarta-feira (21), no gabinete da presidência da Assembleia o superintendente do Banco do Brasil, em Rondônia, Edson Lemos, o superintendente regional, Gustavo Arruda, o gerente da agência em Ji-Paraná, Paulo Damasceno e o gerente da agência Setor Público, Walter Almeida afirmaram que a superintendência não será fechada.

De acordo com os dirigentes, a Superintendência do Banco do Brasil continuará em pleno funcionamento em Rondônia, apenas alguns processos administrativos serão encaminhados para Manaus e outros estados, conforme o plano de reestruturação que o banco está fazendo a nível nacional.

“Eles nos asseguraram que nenhuma agência bancária será fechada em Rondônia, assim como as atividades relacionadas ao agronegócio, em especial, a agricultura familiar, nossas principais preocupações. Segundo eles, tudo permanecerá da mesma forma, sem qualquer mudança”, enfatizou o presidente.

Gustavo Arruda acrescentou que um dos objetivos do banco é ampliar o Plano Safra e anunciou a reabertura da agência do Banco do Brasil no município de Corumbiara. O deputado Lazinho da Fetagro destacou a importância da permanência da instituição financeira para o setor produtivo de Rondônia.

“Nos tranquiliza muito saber que os processos de financiamentos continuarão com a mesma dinâmica e com o mesmo tratamento que sempre foi dado aos nossos produtores”, frisou Lazinho.

Segundo Edson Lemos, o banco só não se antecipou em contestar as informações quanto à notícia referente a um possível fechamento da agência em Rondônia porque para a instituição, a reestruturação que o Banco do Brasil está implantando não representa nenhum tipo de impacto para seus clientes.

“O Banco do Brasil está passando por remodelações estruturais para se adequar à realidade, algo típico em qualquer outra empresa no país. Existe a necessidade de nos adequarmos às novas tecnologias e com isso, garantirmos cada vez mais eficiência em nosso atendimento”, concluiu o superintendente.

Texto: Juliana Martins-ALE/RO

Fotos: Diego Queiroz-ALE/RO

Por Assessoria