Notícias de Política

Ficha Limpa: Anderson do Singeperon tem candidatura deferida pela Justiça Eleitoral


Postado em 04/09/2018 às 08h47min • Atualizado 04/10/2018 às 12h22min

Ficha Limpa: Anderson do Singeperon tem candidatura deferida pela Justiça Eleitoral

A Coligação “Rondônia no Caminho do Progresso” (31-PHS/90-PROS) formulou pedido de registro de candidatura em favor de ANDERSON DA SILVA PEREIRA, para concorrer ao cargo de Deputado Estadual, com o número 90.123, nas Eleições Gerais de 2018. O pedido está instruído com a documentação exigida na legislação de regência.

Com vista nos autos, a Procuradoria Regional Eleitoral manifestou favorável ao deferimento do pedido, e decidindo pela candidatura oficial de Anderson da Silva Pereira. “Dessa forma, restam preenchida as condições de elegibilidade e registrabilidade, não se fazendo presente, nenhuma causa de inelegibilidade na qual se enquadre o postulante”, ou seja, Anderson do Singeperon é Ficha Limpa.

Anderson do Singeperon assumiu o cargo de Deputado Estadual no dia 10 de janeiro de 2017, na época presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Socioeducadores do Estado de Rondônia (Singeperon), assumindo a vaga deixada pela deputada estadual Lucia Tereza Rodrigues dos Santos, que faleceu aos 70 anos, devido a um aneurisma.

A posse de Anderson Pereira marcou uma escrita no cenário nacional, em que foi o primeiro agente penitenciário da base sindical a se tornar deputado estadual. Minas Gerais e Amapá também possuem um representante da categoria no parlamento, porém não são originários do movimento sindical.

Destaca-se ainda por ter sido o primeiro diretor da Federação Nacional dos Servidores do Sistema Penitenciário (Fenaspen) a se tornar deputado.

Candidato pela primeira vez, Anderson do Singeperon obteve nas urnas a impressionante marca de 9.015 votos, sendo votado nos 51 dos 52 municípios rondonienses.

Perfil

Natural de Taguatinga (DF), filho de uma dona de casa paraibana e um padeiro piauiense, Anderson Pereira chegou ao estado de Rondônia aos 10 anos de idade, em 1989.

Antes de assumir o cargo de agente penitenciário em 2004, serviu como soldado na Força Aérea Brasileira (1998-2001) foi em Porto Velho e atuou como agente administrativo efetivo na Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Já no sistema prisional trabalhou como plantonista e diretor de Segurança de penitenciária em Vilhena (RO). Também cumpriu plantões em Porto Velho na Penitenciária de Segurança Média Edvan Mariano Rosendo (Urso Panda) e no Provisório Feminino.

Exerceu ainda a função de chefe de Segurança na Penitenciária Ênio dos Santos Pinheiro e comandou a maior unidade prisional do estado, a Casa de Detenção Dr. José Mário Alves da Silva, conhecido como Urso Branco.

Sua trajetória no movimento sindical iniciou em 2011, quando foi alçado a presidente do Sindicato da categoria a pedido dos próprios colegas. Em 2014 foi reeleito em um pleito inédito com chapa única, coroado pelo trabalho desenvolvido de resgate da honra e imagem do agente penitenciário, socioeducador e as demais categorias pertencentes do quadro funcional da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus).

À frente do Singeperon, lutou por condições dignas de salário, porte de arma, valorização salarial, cuja defasagem perdurava por mais de 15 anos, pagamento de adicionais básicos, políticas públicas prisionais, entre outros.

E como deputado Estadual, Anderson continua em busca de melhorias não só para a categoria, e sim por todos os servidores e pela população. Nunca teve seu nome envolvido em escândalo, e por isso colocou seu nome para concorrer à reeleição. Para quem quiser conhecer seus projetos e conquistas basta acessar seu site: http://www.deputadoanderson.com.br

Por Assessoria



MAIS NOTÍCIAS DE Política