Search
Close this search box.
Publicidade
EcoRondônia

Ações do Banco de Leite de Rondônia são ressaltadas no Dia Nacional da Doação de Leite Humano

Rondônia possui ação estratégica para promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno
Publicidade

A amamentação é uma das fases mais importantes na vida de um recém-nascido e, para melhor reforçar acerca da relevância desse ato, em 19 de maio comemora-se o Dia Nacional da Doação de Leite Humano. Neste data, o governo de Rondônia parabeniza todas as mães que se dispõem a serem doadoras, e destaca a missão desempenhada pelas equipes do Banco de Leite Humano Santa Ágata, localizado no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro (HBAP), em Porto Velho.

Considerada uma ação estratégica de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, a rede coletora tem sido fundamental para os primeiros dias de vida de uma criança. Com a doação, é possível garantir a recuperação de bebês prematuros ou de baixo peso, que não podem ser alimentados pelas próprias mães, possibilitando o desenvolvimento saudável dos pequenos.

Publicidade

ATENDIMENTO À DEMANDA

Doações são destinadas a bebês que não podem ser alimentados pelas próprias mães

É assim que funciona o Banco de Leite de Rondônia, que trabalha para atender a todos, seja da rede pública de saúde ou do setor privado, tendo como principal desafio salvar a vida dos recém-nascidos. Contudo, é necessária a mobilização da sociedade, envolvendo gestores, profissionais de saúde e mulheres doadoras, para garantir que os estoques da rede coletara do leite humano continuem atendendo à demanda solicitada.

O governador do estado, Marcos Rocha, enfatiza o fomento gerenciado para promoção do gesto. “Desenvolver um trabalho permanente, em alinhamento com órgãos especializados para que as pessoas tenham consciência do ato de doar leite materno, é fundamental para incentivar cada vez mais esta ação. Temos a satisfação de ter conosco uma rede de coleta que atua no estado, a fim de contribuir com os primeiros dias de vida de muitos bebês”, ressaltou.

De acordo com o titular da Secretaria de Estado de Saúde (Sesau), Jefferson Rocha, Rondônia tem reconhecimento nacional no trabalho de captação de leite materno. “É importante lembrar que a rede coletora do estado alcançou o Padrão Ouro, da Rede Nacional de Bancos de Leite Humano, que avaliou a excelência dos procedimentos realizados ao testar a qualidade do leite coletado. Outro reconhecimento veio com o prêmio dr. Pinotti, do Hospital Amigo da Mulher, conquistado no ano de 2017”, evidenciou.

BANCO DE LEITE

Coleta do leite materno é feita por uma servidora que vai até a residência da nutriz

Em Rondônia, a única rede pública coletora em funcionamento é o Banco de Leite Humano Santa Ágata, que fica localizado nas dependências do Hospital de Base. As doações podem ser feitas por doadoras internas e externas. São consideradas doadoras internas, mães que estão internadas na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI-Neo) e extraem leite para amamentar o próprio filho. Elas também podem doar para outras mães, caso tenham leite em excesso.

As doadoras externas são mulheres voluntárias, que têm leite em excesso e decidem doar para a rede coletora.  A coleta do leite materno é feita por uma servidora que vai até a residência da nutriz, assim chamada a mulher que tem como função amamentar,  para realização da coleta.

CRITÉRIOS PARA DOAÇÃO

A coordenadora do Banco de Leite Humano Santa Ágata, Taiane Falcão Teixeira, explicou sobre o processo de doação. “Para ser doadora, a candidata preenche um cadastro e precisa estar saudável, então passa por uma avaliação para verificar seu estado emocional, segurança em relação à amamentação, se a produção de leite está adequada, e depois solicitamos exames sorológicos. Constatando a conformidade, classificamos a candidata como apta”, pontuou.

Somente neste ano, houve mais de 2.100 atendimentos de doadoras internas e externas, além de 4.480 atendimentos à nutrizes externas no banco coletor. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, e aos finais de semana e feriados das 7h30 às 17h, no HBAP, em Porto Velho.

DATA ALUSIVA

O dia 19 de maio foi instituído pela Lei nº 13.227/2.015, representando um momento especial para conscientizar a sociedade sobre a importância da doação de leite humano. A data permite incentivar o gesto de solidariedade, além de promover mais debates sobre a importância do aleitamento materno e o ato de doar.

Anúncie no JH Notícias