Search
Close this search box.

Campanha de declaração de rebanhos fecha com adesão recorde ao sistema online

Número de declarações presenciais registrou uma leve queda, reflexo da adesão do produtor ao sistema online da Idaron
Publicidade

Com quase 99% de adesão em pouco mais de 30 dias, a Campanha de Declaração de Rebanhos encerrada no dia 9 de junho registrou um dado histórico: o aumento no número de produtores rurais que optaram pela declaração online, através do site da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril (Idaron). Foram 48,2 mil declarações feitas pela internet, cerca de 35% do total declarado.

O número, é o maior já registrado pela entidade desde a pandemia da covid-19, quando o sistema online foi disponibilizado e teve o leque de serviços ampliado. Em 2023, o número de declarações na internet chegou a 42 mil, e no ano anterior foram 36,9 mil.

Publicidade

De acordo com o presidente da Idaron, Julio Cesar Rocha Peres, com investimentos que chegam à casa dos R$ 80 milhões, o Executivo estadual, além de renovar a frota e ampliar a infraestrutura da Autarquia, conectou a Idaron ao homem do campo, por meio de inteligência analítica e registro de dados referentes aos processos de produção agrícola. “A evolução decorre dos investimentos feitos pelo governo do estado em tecnologia de comunicação, bem como, da maior divulgação do serviço”, pontuou.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, o empenho favorece a gestão estadual e federal, mediante o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), na tomada de  decisões estratégicas e assertivas para promover o desenvolvimento sustentável do agronegócio no estado.

ATUALIZAÇÃO DOS REBANHOS 

A atualização dos rebanhos e de outros dados agropecuários ajuda o serviço veterinário oficial a monitorar a produção, e adotar medidas que resultem na sustentabilidade das práticas na cadeia produtiva do agronegócio.

Conforme o diretor-executivo da Idaron, Licério Corrêa Magalhães, a implementação do sistema online tem contribuído para aumentar a produtividade e reduzir os custos ao pecuarista, visto que, já não precisa gastar com deslocamento para declarar os rebanhos nem resolver problemas relacionados a documentos e registros simples.

Segundo o gerente de Defesa Sanitária Animal, Fabiano Alexandre, a declaração de rebanhos é feita em duas etapas anuais, em maio e novembro, e é obrigatória para criadores de bovinos, bubalinos, ovinos, caprinos, suínos, equídeos e aves. Os produtores que deixam de declarar são impedidos de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA), até que atualizem a situação cadastral.

“Após o encerramento do prazo de declaração, a Idaron realiza o levantamento dos produtores que não efetuaram a declaração, a fim de notificá-los e solicitar explicações pelo não cumprimento da obrigação”, explicou o gerente de Defesa Sanitária Animal da Idaron.

Anúncie no JH Notícias