Search
Close this search box.

Governo de RO se une à campanha nacional de arrecadação de materiais escolares para o Rio Grande do Sul

A campanha visa arrecadar itens suficientes para compor mais de 100 mil kits completos, em boas condições, para os alunos da rede gaúcha retornarem às aulas
Publicidade

O governo de Rondônia segue contribuindo com as ações de ajuda humanitária ao estado do Rio Grande do Sul. Desta vez por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), que participa da campanha “Educação com o Rio Grande do Sul”, lançada pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). Nesta etapa a ação concentra-se na arrecadação de materiais escolares, iniciada na quinta-feira (13), para apoiar crianças e jovens afetados pela crise climática e ambiental no estado gaúcho.

A campanha visa arrecadar itens suficientes para compor mais de 100 mil kits completos, em boas condições, para os alunos da rede gaúcha retornarem às aulas. Entre os materiais sugeridos para doação estão cadernos, lápis, apontadores, giz de cera, canetas, estojos, calculadoras, réguas, squeezes (garrafinhas), além de livros de literatura infanto-juvenil.

Publicidade

O governador de Rondônia, Marcos Rocha destacou a importância da solidariedade entre os estados em momentos de adversidade. “É fundamental garantir que a educação dos estudantes não seja interrompida. Além da arrecadação de materiais escolares, o governo do estado já enviou ao Rio Grande Sul, alimentos, água, vestimentas e equipes especializadas do Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia, com expertise em salvamento terrestre e aquático. Que esta ação conjunta possa trazer alívio e esperança às famílias afetadas,” ressaltou.

ACERVO BIBLIOTECÁRIO

As escolas estaduais de Rondônia estão mobilizadas para receber as doações

A campanha também se preocupa em recompor o acervo de 138 bibliotecas escolares destruídas pelas enchentes, com a meta de arrecadar 48.662 títulos de literatura brasileira, totalizando 245.090 livros.

A titular da Seduc, Ana Pacini destacou que, a educação é a base para a reconstrução dessas comunidades. “Cada doação, seja um caderno ou um livro, vai fazer a diferença  na vida dos alunos”, pontuou.

Segundo a diretora-executiva do Consed, Nilce Costa, cada rede estadual definiu seu próprio cronograma de arrecadação e os locais de entrega dos materiais. Em muitos estados todas as escolas estaduais estão servindo como pontos de arrecadação. No Espírito Santo, o secretário de educação e presidente do Consed, Vitor de Angelo, enfatizou acerca da necessidade de união. “É fundamental unirmos esforços nesse momento de adversidade, para oferecer suporte às famílias e comunidades afetadas.”

Em Rondônia, as escolas estaduais estão mobilizadas para receber as doações, que posteriormente serão enviadas à Escola Estadual de Ensino Fundamental Professora Maria Thereza da Silveira, em Porto Alegre, onde serão organizadas e distribuídas conforme a idade e série escolar dos alunos gaúchos.

Anúncie no JH Notícias