Notícias de Rondônia

NET Claro Embratel é dotada para ampliar tecnologias digitais em escolas


Postado em 23/08/2018 às 09h24min

NET Claro Embratel é dotada para ampliar tecnologias digitais em escolas
Iustrativa

A Prefeitura de Porto Velho conta a partir desta quarta-feira, 22, com a parceria do Instituto NET Claro Embratel para atender professores da Rede Municipal de Educação com formação sobre a utilização de tecnologias digitais em sala de aula, além da cessão de dois pontos de TVs e dois pontos de internet banda larga para cada escola.

O lançamento do programa Educonex@o ocorreu na manhã desta quarta-feira, 22, no auditório da Biblioteca Francisco Meirelles, quando foi assinado o termo de doação pelas entidades envolvidas e pelo secretário Municipal de Educação, César Licório. Participaram da cerimônia professores, coordenadores e gestores escolares.

Porto Velho possui 139 escolas municipais (urbanas e rurais). Deste total, o Educonex@o atenderá 19 delas [dentro da área cabeada] neste primeiro momento.

“Precisamos inserir tecnologias no ensino para que as crianças aprendam e também possam brincar na escola de forma pedagógica com o uso de tablets, por exemplo”, afirmou Licório. Ele destacou que o prefeito Hildon Chaves “é um entusiasta da Educação e tem trabalhado com a proposta de elevar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) da capital”.

Representando o Instituto Net Claro Embratel, a coordenadora de Responsabilidade Social, Patrícia Magalhães Sanches, declarou que o Instituto desenvolve um trabalho em dois pilares: Educação e Cidadania. “Não dá para transformar o país sem um olhar diferente para estes dois temas”, declarou.

De acordo com ela, além da tecnologia que está sendo repassada ao Município para ser utilizada como recurso pedagógico, o parceiro nessa ação, Instituto Crescer, ficará responsável pela capacitação dos professores.

O programa

O programa Educonex@o foi criado em 2011 e desde então atua em mais de 44 cidades, beneficiando mais de 54 mil alunos de 17 estados brasileiros e formando cerca de dois mil professores em mais de 1.400 escolas.



MAIS NOTÍCIAS DE Rondônia