Search
Close this search box.

Programa integra ações de saúde e educação nas escolas de Porto Velho; principal foco deste ano é a alimentação

Em 2022, mais de 25 mil alunos de 66 escolas da rede municipal foram beneficiados
Publicidade

Contribuir para a formação dos estudantes da rede pública através de ações educativas que visam a promoção e atenção à saúde é o principal propósito do programa ‘Saúde na Escola’, criado pelo Ministério da Saúde. Em Porto Velho, o projeto é desenvolvido pela Prefeitura, através de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) e a Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Na prática, o programa incorpora na rotina de escolas da rede pública atividades que integram saúde e educação com foco no bem-estar dos estudantes. As ações são planejadas, discutidas e realizadas de forma estratégica entre as equipes de saúde e profissionais da educação. Maria de Lourdes, enfermeira e coordenadora municipal do Programa Saúde na Escola, explica que o trabalho é feito conforme a demanda observada em cada instituição de ensino.

Publicidade

“Nossas equipes mantêm um diálogo constante, para identificar os principais problemas enfrentados em cada local. Sabemos que, quando a saúde vai até a escola, muitas vezes evitamos essas crianças e adolescentes precisarem de atendimento médico e odontológico, porque já receberam orientações para a prevenção de muitas doenças”.

Em 2022, mais de 25 mil alunos da rede pública foram beneficiados. Entre os temas trabalhados, estão ações de combate ao Aedes aegypti, prevenção ao uso de álcool e drogas, cuidado com a saúde bucal, atualização do cartão de vacinas, além de educação sexual. A coordenadora afirma que este ano o principal foco dos profissionais será o incentivo de uma alimentação saudável com foco na prevenção da obesidade infantil.

“Depois da pandemia da covid-19, observamos um número elevado de crianças e adolescentes com sobrepeso, por isso vamos intensificar as ações voltadas para a alimentação saudável e a prática de exercícios físicos”.

ESCOLAS PARTICIPANTES

Em 2022, participaram do programa 66 escolas da rede municipal e 26 da rede estadual. Entre elas, todas as escolas do campo, todas as creches públicas e conveniadas do município, escolas que participam do programa Mais Alfabetização, escolas com matrículas de adolescentes em medidas socioeducativas, escolas indígenas e escolas com pelo menos 50% de alunos beneficiários do programa Bolsa Família. Este ano, a lista de instituições participantes será divulgada em março.

Anúncie no JH Notícias