Hildon Chaves revela “arapuca” de assessores de Cristiane para evitar embate direto na SIC TV

Prefeito anunciou que estuda entrar com representação na Justiça para participar do debate

Política - quinta-feira, 19/11/2020 às 07h44min • Atualizado 07h46min
Hildon Chaves revela “arapuca” de assessores de Cristiane para evitar embate direto na SIC TV
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

O candidato à reeleição, Hildon Chaves (PSDB), se pronunciou por meio das redes sociais nesta quarta-feira, 18, sobre a ausência da equipe de campanha na reunião que definiu as regras do debate na SIC TV e que, portanto, o deixou fora do embate direto com a adversária.

O prefeito revelou bastidores de uma engenhosa articulação da assessoria da candidata Cristiane Lopes para que fosse plantada a notícia falsa de que ele estaria fugindo de debate. “Quem conhece minha trajetória política sabe perfeitamente que, para mim, quanto mais debate, melhor”, disse Chaves, lembrando que na eleição de 2016 a participação dele um desses debates o fez ir para o segundo turno como o mais votado.

Indignado com o que chamou de “arapuca”, Hildon explicou que assessores de Cristiane, orientados pela equipe de marketing contratada de São Paulo recentemente, procuraram assessores dele para pedir que aceitasse não participar do debate por que Cristiane apresenta sequelas da Covid 19 que contraiu no primeiro turno e que, uma semana antes da eleição, a deixou com 70% dos pulmões comprometidos. Segundo eles, Cristiane teria que usar tubos de oxigênio para conseguir participar dos debates.

Ao receber a solicitação da assessoria de Cristiane Lopes, o prefeito Hildon Chaves disse que informou imediatamente que seria solidário à adversária e sugeriu que os jurídicos das duas campanhas assinassem um termo de compromisso. “Eu jamais seria covarde de querer enfrentar em um debate alguém que está doente ou que precisa de recuperação. Debate eleitoral já é desgastante por si só, imaginem para alguém que precisa usar oxigênio”, disse Hildon.

No final da tarde de ontem, enquanto o escritório de advocacia contratado para campanha de reeleição do prefeito aguardava a assinatura do documento, Hildon foi surpreendido com a notícia de que a equipe de Cristiane Lopes estava na reunião que definia as regras do debate na SIC TV e que, portanto, por não ter enviado representante, ele está fora do embate.

Em contato com o empresário Everton Leoni, dono da emissora, na manhã de hoje, Hildon tentou reverter o quadro e garantir a participação no debate. “O Everton me disse que não é possível porque aquelas eram as regras definidas pela emissora e que a minha adversária terá um programa especial sobre eleições. É um absurdo. Eu respeito, mas vou entrar, se necessário, com uma representação na Justiça Eleitoral para garantir o direito de participar desse debate”.

O candidato Hildon Chaves também disse que vai entrar com representação no TRE para que Cristiane Lopes informe, por meio de laudo médico, o seu quadro de saúde atual, bem como um exame de Covid 19. E que, caso necessite realmente de oxigênio, seja proibida a participação dela nos debates. “Não há condições de debater com alguém que está em estado de convalescência. É desumano e isso poderia até ser explorado politicamente. Eu tenho receio de que a candidata até desmaie durante um debate. Não posso aceitar isso”, disse Hildon Chaves.

Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

Por Assessoria


1 Comentário

  1. Avatar Mary Braga disse:

    Que palhaçada!? O prefeito passou 03 anos de férias só viajando para lugares turísticos dentro e fora do Brasil, e agora que ser o tal. Começou a fazer alguma coisa por Porto Velho agora nesses últimos meses, visando a reeleição. Aí vai passar mais 04 anos, viajando, porque não tem mais outra reeleição.
    Abram os olhos portovelhenses.

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email