Notícias de Justiça

JUSTIÇA – Após dois anos, delegado adjunto que matou titular é condenado em RO

De acordo com o Ministério Público, o crime apresenta fortes indícios que constatam a premeditação, fator atuante na imputação de pena ao acusado.

Postado em 20/09/2018 às 10h21min • Atualizado 14h39min


JUSTIÇA – Após dois anos, delegado adjunto que matou titular é condenado em RO

Prestes há completar dois anos, o homicídio cometido dentro da corregedoria da Polícia Civil do estado de Rondônia, em Porto Velho, onde o delegado Loubivar de Castro Araújo, atirou com uma pistola .45, contra o também delegado José Pereira da Silva Filho, foi julgado pela 1º Vara do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.

De acordo com a decisão da Justiça, Loubivar foi condenado a 14 anos de prisão, que deverão ser cumpridos inicialmente em regime fechado. A decisão foi proferida pela juíza Juliana Paula Silva da Costa Brandão, e cabe recurso.

A alegação da defesa é de que o acusado havia cometido o crime por legitima defesa, porém, analises periciais mostraram que a vítima morreu com a arma ainda no coldre, desmentindo a tese do acusado.

Loubivar era delegado adjunto da 4º Delegacia de Polícia Civil e José Pereira era titular. A animosidade entre ambos já existia há algum tempo, e antes da tragédia uma denuncia relatando o atrito já havia sido realizada.

De acordo com o Ministério Público, o crime apresenta fortes indícios que constatam a premeditação, fator atuante na imputação de pena ao acusado. A defesa de Loubival deverá recorrer, ele aguarda na cadeia.

Por JH Notícias