Search
Close this search box.
Publicidade
EcoRondônia

ENTREVISTA – Prefeita diz sofrer por “obsessão” de vereador

Ela recebeu até macumba com sangue e fotos da sua família
Publicidade

A prefeita de Ariquemes, Carla Redano, falou sobre a ação movida por ela contra o vereador Rafael Fera na Câmara Municipal em uma entrevista ao vivo concedida ao programa de televisão Bronca Livre no início da tarde desta quarta-feira (17).

De acordo com a prefeita, a decisão de mover a denúncia de quebra de decoro parlamentar se deu após ela começar a sofrer graves ameaças nas redes sociais motivadas pela atitude “obsessiva” do vereador em relação ela.

Publicidade

“O vereador, na verdade sem provas, vem me acusando de todas as maneiras possíveis, e não vem trazendo resultado para a cidade. Eu acredito na fiscalização séria, agora a partir do momento que virou uma questão pessoal já passou da política. Nesses dois anos e cinco meses não existe política, existe obsessão, uma coisa totalmente pessoal”, afirmou Carla Redano.

Ainda de acordo com a prefeita de Ariquemes, o vereador vem semanalmente levantando denúncias infundadas, manipulando a opinião pública com mentiras travestidas sob o manto da fiscalização pública.

“Toda mentira falada muitas vezes se torna verdade, muitas pessoas acreditam com razão, pois quando se trata de uma pessoa pública falando, o mínimo que tem que existir é a verdade, só que isso já passou de todos os limites possíveis, está me afetando em casa, não é isso que eu quero deixar para o meu filho”, falou Carla Redano.

No corpo da denúncia, que foi recebida pela Câmara de Ariquemes nesta última terça-feira (16), a prefeita aponta as falas do vereador em sessão e nas redes sociais. Ela também alega que Fera é ciente que está extrapolando em suas ações pois já está de olho no pleito de 2024.

“A partir do momento em que você entra na vida de alguém, acusa uma pessoa sem provas, isso deveria ser crime, mas como isso vem aumentando cada dia mais, tudo isso está ficando pesado”, desabafou Carla Redano.

Alimentados pelas informações de Fera, a prefeita de Ariquemes já sofreu até ameaças de espancamentos, vídeos ofensivos e até despachos de macumba voltados contra a sua vida deixada perto dela com fotos da sua família.

“É ruim quando você vê a pessoa querendo fazer o mal com fotos da sua família, com sangue em cima, mas todos os dias coloco nas mãos de Deus, sabia que a pressão seria grande, sou grata a população pela oportunidade, e assim, tento me doar todos os dias para esse trabalho”, relatou Carla Redano.

Sobre as denúncias do terminal rodoviário, Carla Redano afirmou que todas as situações que não estiverem ao rigor da Lei serão apuradas, porém, precisa ser comprovado.

“A empresa tem um cronograma a cumprir, caso não cumpram não irão receber, a empresa foi notificada e estamos analisando se eles continuam ou não, mas tudo está sendo feito dentro do contrato, eu queria muito que a obra continuasse, pois é um sonho para a cidade, mas vemos muita torcida negativa”, disse.

Ao final, a prefeita ainda deixou claro que o posicionamento de Fera, por mais que pareça bastante atuante na Câmara, apenas prejudica a cidade de Ariquemes, já que ele não tem interesse de que nada dê certo na atual gestão.

“Poderia ser um vereador com um belíssimo trabalho, mas ele nunca me procurou na prefeitura, ou seja, ele não quer o problema resolvido, para ele quanto mais problema é melhor. Diversas vezes já desci na prefeitura e ele não fala nada, é muito pesado é muito ruim, me sinto mal como pessoa, mas infelizmente tive de tomar essa atitude”, finalizou Carla Redano.

O processo contra Fera está tramitando no parlamento e ele pode sofrer sanções moderadas até a perda de seu mandato.

Veja entrevista:

Anúncie no JH Notícias