Siga nossas redes sociais

Domingo, 03/07/2022

JH Notícias

Brasil

Mulher é achada morta em carro carbonizado; marido é suspeito

Segundo a polícia, homem foi levado ao hospital com 90% do corpo queimado após colocar fogo no veículo

WhatsApp

A Polícia Civil já iniciou como investigações a respeito da mulher encontrada morta dentro de um carro carbonizado em Dionísio Cerqueira, no Extremo-Oeste catarinense. Cleci Kehl Zeppe, de 34 anos, morreu nesta quinta-feira (6) e o marido dela é o principal suspeito pelo crime.

O caso ocorrido por volta das 9h50, no Centro da cidade. Segundo a Polícia Militar, uma vítima estava dentro de um carro, que foi incendiado pelo companheiro dela, de 46 anos.

O autor também chegou a ficar ferido. Ele teve 90% do corpo queimado e foi encaminhado ao hospital em estado grave.

A polícia, agora, aguarda o suspeito recebe alta para sentido da que teria motivado do crime. Uma das hipóteses é de que Cleci tenha sido morta antes do incêndio. Na casa do casal, foram encontrados indícios de que o caso ocorreram no quarto deles.

– O suspeito critério dito que quando comeu fogo no veículo ela já estava morta. Mas ainda precisamos receber alguns laudos para confirmar isso – explica o delegado Claudir Stang.

Além disso, ele deve ouvir os próximos dias familiares do casal para entender o contexto do crime. A previsão é que o investigação seja finalizado na próxima semana. A polícia trabalha com a hipótese de feminicídio seguido de tentativa de suicídio.

– Nós aguardamos uma definição médica para saber quando ele receberá alta. Ele passou por uma cirurgia e segue internado na UTI. Porém, nesta quinta-feira, nós já solicitamos a prisão preventiva dele, que foi deferida e cumprida nesta sexta – complementa.

Este foi o segundo caso registrado em Santa Catarina em 2022, de acordo com a Secretária de Estado de Segurança Pública (SSP).

Curtiu? Siga o JH NOTÍCIAS no Facebook, Instagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias de Rondônia.

Por NSC TOTAL

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em Brasil