Search
Close this search box.

Pai de adolescente esfaqueada pelo ex se revolta: “Dia da vergonha da mulher”

A adolescente foi vítima de ao menos 10 facadas.
Publicidade

O pai da adolescente venezuelana esfaqueada pelo ex-namorado em uma rua de Curitiba está revoltado com a agressão sofrida pela filha na manhã de segunda-feira (7). O rapaz de 20 anos se entregou para a polícia 24 horas depois do crime.

Na manhã desta terça (8), em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, o estrangeiro, natural da Venezuela, alegou fala de justiça no caso da filha. Ele esteve no Núcleo de Proteção à Crianças e Adolescentes Vítimas de Crimes (Nucria), onde o crime é investigado, e falou com a reportagem da Banda B no local.

Publicidade

“Falaram que tinha que esperar, porque não foi flagrante. Acho que tem que mudar. É dia da vegonha da mulher. Minha filha é mais uma vítima da injustiça desse país. Ele [o agressor] está em seu país, mas na porta da minha casa tem que respeitar”,

A reportagem da Banda B entrou em contato com o porta-voz do Nucria e aguarda retorno. O suspeito está detido no Núcleo para prestar depoimento e será liberado em seguida.

Versões da história
O rapaz suspeito de esfaquear a adolescente na Rua Professor Claudomiro Zorteia, no bairro Umbará, se apresentou em uma companhia da PM no bairro Sítio Cercado 24 horas depois do crime. Para as autoridades, ele teria afirmado que o ex-casal manteve um relacionamento por quase dois anos.

O pai da vítima nega.

“Acho que não, porque conhecemos ele há quatro meses, quando se conheceram lá em Roraima.”

A família venezuelana está em Curitiba há poucos meses. Segundo ele, a filha tem 17 anos e não 16, como informado anteriormente.

De acordo com o pai, a esposa costumava reclamar com a filha e o rapaz pelas constantes brigas na época em que namoravam. O pai disse ainda que acredita que o crime tenha sido premeditado.

“Ele pensa para fazer as coisas, não é novato. Temos um monte de provas contra ele no celular. Mas a justiça não está funcionando. Sou estrangeiro, mas tenho coragem de falar que assim um país não vai para frente”, afirma ele.

Estado de saúde da adolescente
A adolescente foi vítima de ao menos dez facadas. Ela está internada no Hospital do Trabalhador, na capital, e o estado de saúde é grave. De acordo com o pai, as facadas perfuraram o pulmão e ela precisou ser submetida a um procedimento de drenagem. Os golpes também feriram o pescoço e um braço.

Anúncie no JH Notícias