Search
Close this search box.

Governo garante que carne de Rondônia deverá atingir um bilhão de dólares em exportação

Confira as notas do dia, por Cícero Moura.
Publicidade

FOGUETE

O balanço da produção de carne bovina e seus derivados produzidos em Rondônia foi apresentado pelo governador do Estado, Marcos Rocha, com a marca de exportação que atingiu US $960 milhões, em 2023.

Publicidade

AUMENTOU

Os dados são  do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), destacando que Rondônia obteve aumento no volume de vendas se comparado a 2022. Pelo relatório do Mapa, dois anos atrás  a cadeia produtiva da carne movimentou U$ 884 milhões.

LÍDER NO NORTE

A tabela mostra ainda, o percentual de contribuição do Estado ao fornecimento de carne para o mundo. Segundo o relatório, Rondônia é responsável por quase 10% da exportação de carne brasileira, assumindo a liderança no ranking na região Norte.

BRASIL

Segundo  Marcos Rocha, o Serviço de Inspeção Oficial do Estado registrou abate de quase três milhões de cabeças em 2023, mantendo Rondônia como o 5° Estado com o maior volume de produção de carne, em todo país.

PAÍSES

China, Emirados Árabes, Chile, Hong Kong e Egito foram os países que mais consumiram nossa carne no ano passado. Foi mantida uma excelente média de produção, fato que  fez Rondônia exportar para 53 países.

SANITÁRIO

Marcos  Rocha também destacou  que Rondônia é referência nacional em biosseguridade e pelo controle rigoroso de sanidade animal, por ser Estado livre de febre aftosa sem vacinação, título reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA), o que expandiu a abertura de um mercado importante para a política de exportação rondoniense: o Canadá.

DO DIA PRA NOITE

Nem bem havia “esfriado” as notícias sobre seca histórica no Norte e cá estamos com uma cheia devastadora no Acre, aqui bem pertinho de nossa Rondônia.

CLIMA

Fenômenos climáticos fizeram o Rio Acre mudar completamente de panorama em um intervalo curto no mês de fevereiro.

NÍVEL

No dia 15, seu nível era de 7,06 metros. Já no dia 22, subiu 5,97 metros no período de 24 horas em Assis Brasil, cidade por onde entra no país. Atualmente, já chegou aos 17,52 metros na capital, Rio Branco. Esse rio inundou sete cidades.

POPULAÇÃO

O Acre enfrenta cheias que atingem 100 mil pessoas, com 19 das 22 cidades do estado (86%) em situação de emergência, áreas sem energia elétrica, aulas suspensas, plantações perdidas e o registro de quatro mortes.

PALIATIVO

Apenas nos abrigos mantidos pela Prefeitura de Rio Branco são mais de 4,3 mil pessoas alojadas, segundo a Defesa Civil Municipal.

HÁ 5 MESES 

Em outubro de 2023, o nível das águas do Rio Acre estava tão baixo que era possível ver destroços de naufrágios no leito do curso d’água.

FENÔMENO

A seca extrema que assolou o estado é coerente com uma das ocorrências recentes mais severas do El Niño declarada desde 8 de junho de 2023.

AQUECIMENTO

O fenômeno é caracterizado pelo aquecimento maior ou igual a 0,5°C das águas do Oceano Pacífico e ocorre a cada dois a sete anos. A duração média é de doze meses, gerando um impacto direto no aumento da temperatura global.

COMO AGE

Tradicionalmente, o fenômeno causa secas no Norte e Nordeste do país (chuvas abaixo da média), principalmente nas regiões mais equatoriais; e provoca chuvas excessivas no Sul do país e no sudeste do país.

MÊS QUE VEM

Em abril e maio, há um período de transição das chuvas para a seca e em setembro a transição de volta ao período chuvoso. O ápice da estação pluvial ocorre geralmente entre janeiro e março.

SOCORRO

Desde o dia  22 de fevereiro, a 17ª Brigada de Infantaria de Selva está com  a Operação Acre, em apoio à Defesa Civil do estado do Acre no socorro à população  atingida pelas intensas chuvas  que assolam a região.

APOIO

 A 17ª Brigada de Infantaria de Selva está atuando nos municípios de Epitaciolândia, Brasiléia, Assis Brasil, Plácido de Castro, Santa Rosa dos Purus e Rio Branco. O Cmdo Fron Juruá/61º BIS está sendo empregado no apoio ao município de Marechal Thaumaturgo e  permanece de prontidão para qualquer acionamento.

Divulgação

AUXÍLIO

Diariamente, militares da 17ª Bda Inf Sl têm realizado a remoção de famílias e seus pertences das áreas alagadas, o transporte de pessoas para abrigos das prefeituras e a distribuição de cestas básicas e água potável.

SUPORTE

Somente com a operação dos militares, atualizada ontem,  2143 pessoas foram  assistidas, sendo 1041 indígenas. Foram distribuídas 1455 Cestas básicas e  57.700 Litros de água potável .

EQUIPE

Na operação estão  150 Militares, 1 Helicóptero, além de máquinas e equipamentos de engenharia,  20 Viaturas e 11 embarcações. Sete municípios estão sendo diretamente apoiados.

PARCERIA

General Diógenes, comandante da 17º  BIS, me disse que a tropa está atuando junto  à Defesa Civil do estado do Acre, o que demonstra a  integração com órgãos locais no apoio à população acreana. A Operação permanece em andamento.

CHUVARADA

No fim de semana que passou, choveu muito em  Rondônia fazendo subir os níveis dos rios em toda a região amazônica, já que chove muito, principalmente nas nascentes dos mananciais.

COMEÇA HOJE

As escolas de iniciação esportiva do Programa Talentos do Futuro, desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semes), retornam às atividades a partir de hoje.

MODALIDADES

São oferecidas 13 modalidades (basquete, voleibol, handebol, futsal, futebol, xadrez, capoeira, natação, judô, karatê, taekwondo, ginástica e Flag Football), para crianças e adolescentes com idades entre 5 e 17 anos.

2 MIL

As rematrículas e matrículas para novos alunos foram encerradas e, em 2024, cerca de 2 mil alunos estão inscritos em Porto Velho e também nos distritos.

HISTÓRICO

O Programa Talentos do Futuro oferece escolas de iniciação esportiva desde de 2017. Nesses últimos anos o programa se expandiu e hoje atende as crianças com profissionais qualificados, uniforme completo para treinos e competições, lanche em todos os dias de aula, e acompanhamento com psicólogo e nutricionista.

Anúncie no JH Notícias