Search
Close this search box.

RIXA ANTIGA – Hildon Chaves acusa Léo Moraes de usar bancada do PODEMOS para travar IPTU

Os políticos não se "bicam" a quase dez anos
Publicidade

Considerada a maior rivalidade política da capital rondoniense, a rixa entre o prefeito Hildon Chaves (UB) e o ex-deputado Léo Moraes (PODE) que se estende desde a eleição municipal de 2016 quando eles travaram um duelo pela prefeitura de Porto Velho, ganhou novos contornos após o polêmico aumento do IPTU.

Léo Moraes decidiu engrossar o coro de ataques à Hildon Chaves por conta desse reajuste no imposto municipal e através de suas redes sociais. De acordo com o ex-deputado, os valores apresentados por Hildon seguem exorbitantes mesmo após a decisão do prefeito em parcelar o reajuste por um período de 10 anos.

Publicidade

“O partido PODEMOS irá ingressar com uma ação judicial para declarar a inconstitucionalidade diante do abuso do poder, até porque prefeito pode muito, mas não pode tudo. Querer comparar o metro quadrado com cidades que tem saneamento básico, tem infraestrutura adequada, aqui estamos asfaltando em cima de asfalto, um dos piores saneamentos básicos do país”, disse Léo Moraes.

Já Hildon Chaves, que garantiu em recente entrevista coletiva à imprensa que o reajuste foi calculado por uma empresa séria no setor, disse em entrevista à uma emissora de rádio que Léo Moraes está utilizando a bancada de vereadores do PODEMOS na Câmara Municipal para tumultuar a sua gestão por conta de interesses eleitorais.

O prefeito de Porto Velho disse que a bancada do PODEMOS colocou por terra toda a articulação promovida no início da semana com os vereadores e que solucionaria essa questão amenizando o aumento imposto à população.

“Construirmos um caminho representado pela Câmara de Vereadores e em uma questão de antecipação do processo eleitoral, especialmente através do PODEMOS, deputado Léo Moraes, vereador Gilber e vereadora Elis Regina, então tudo isso que foi construído ontem está caminhando para se perder”, afirmou Hildon Chaves.

Na manhã desta quinta-feira (9) o vereador Gilber protocolou um Projeto de Lei solicitando a anulação do projeto do Poder Executivo que reajustou o IPTU.

Anúncie no JH Notícias